Porto Alegre, domingo, 21 de Dezembro de 2014

  • 20/04/2014
  • 17:51
  • Atualização: 19:44

Grêmio joga mal e estreia com derrota no Brasileirão

Atlético-PR venceu por 1 a 0 a partida realizada no Orlando Scarpelli, em Santa Catarina

Grêmio joga mal e estreia com derrota no Brasileirão | Foto: Eduardo Valente / Lancepress

Grêmio joga mal e estreia com derrota no Brasileirão | Foto: Eduardo Valente / Lancepress

  • Comentários
  • Laion Espíndula / Correio do Povo

O domingo de Páscoa do Grêmio ficou longe da recuperação esperada após a goleada sofrida no Gre-Nal. O técnico Enderson Moreira mudou o sistema defensivo e o que se viu foi um time desentrosado e apático em campo. O Tricolor até melhorou no segundo tempo, mas não evitou a derrota por 1 a 0 diante do Atlético-PR, no Orlando Scarpelli, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro.

Depois da estreia ruim na competição nacional, o Grêmio se dedica a Copa Libertadores. Nesta quarta-feira, às 22h, o Tricolor encara o San Lorenzo pelo jogo de ida das oitavas de final do torneio, fora de casa. Já o Furacão encara o Vitória no próximo domingo, pela segunda rodada do Brasileirão.

Zaga falha e Atlético-PR abre o placar

Sem entrosamento e confiança, o Grêmio fez um primeiro tempo desastroso no Orlando Scarpelli. A nova defesa, com Geromel e Bressan, bateu cabeça em muitos lances e cedeu boas chances ao Atlético-PR. O meio-campo não teve consistência - falhando na armação - e o setor ofensivo apresentou pouca criatividade. Para piorar, o goleiro Marcelo Grohe sentiu um desconforto no aquecimento e foi substituído por Busatto. O Furacão, longe de ser brilhante, aproveitou o momento ruim do Tricolor para encerrar a etapa inicial com a vantagem de 1 a 0.

O jogo começou sonolento. O Grêmio tinha na velocidade de Dudu a principal arma e os paranaenses jogavam em cima do erro adversário. Com cinco minutos, Dudu escapou da marcação e alçou na pequena área. Zé Roberto testou em cima do goleiro Santos.

De uma bobeira do setor defensivo tricolor saiu o primeiro gol da partida. Aos 15 minutos, o Furacão cobrou falta e a bola chegou baixa na área. A defesa demorou para cortar e o goleiro Busatto ficou no meio do caminho. O zagueiro Dráusio se antecipou e completou para o gol.

O Tricolor seguiu apático e demorou para esboçar alguma reação. Diante da retranca da equipe mandante, os jogadores de armação pouco conseguiram criar. Aos 24, Ramiro concluiu forte e a bola passou perto da meta.

Com 29 minutos, a torcida gremista levou amis um susto. No cruzamento, Busatto saiu errado da meta e entregou a bola aos pés do atacante oponente. O zagueiro Geromel salvou o time embaixo da meta.

Antes de terminar o primeiro tempo, Dudu deixou o marcador para trás na esquerda, invadiu a área pelo fundo, mas cruzou muito fechado, em cima da defesa. Depois, a bola foi levantada na cabeça de Barcos. O Pirata finalizou nas mãos do arqueiro.

Grêmio pressiona, mas não empata

Apesar da ineficiência nos primeiros 45 minutos, o Grêmio voltou igual para o segundo tempo. Enderson Moreira adiantou a marcação e exerceu uma forte pressão ao Furacão.

Com um minuto, Riveros recebeu na direita, mas concluiu para fora. Na sequência, Busatto deu um chutão torto após recuou e entregou a bola para o Furacão. O Grêmio precisou da falta para evitar o gol.

Mesmo com dificuldade na criação, o Tricolor foi para cima e chegou várias vezes na frente. Aos 11, Riveros girou dentro da área, mas o goleiro Santos defendeu. Em seguida, Pará cruzou da ponta direita e Barcos desviou para fora.

Então o treinador gremista começou a ousar e mexer no time. Primeiro colocou o meia Rodriguinho no lugar do zagueiro Bressan e improvisou o volante Edinho na defesa. Depois, escalou Léo Gago na ala esquerda, no lugar de Breno. Por fim, mandou a campo o atacante Everton e sacou Pará. Ramiro foi para a lateral direita e o time ficou bastante ofensivo.

Numa das chances criadas, Ramiro cruzou com categoria. A bola passou por todo mundo na frente da rede e ninguém do Grêmio completou para as redes. Depois, Barcos fez o pivô e Rodriguinho meteu a bomba. Só que foi longe do gol.

De forma desorganizada, o time gremista foi com tudo no minutos finais do confronto. Os jogadores levantaram a bola na área diversas vezes, mas o Atlético rebateu as oportunidades. E quando o Tricolor ameaçou, o goleiro Santos fez boas defesas e salvou o Atlético. No final, Enderson ouviu vaias da torcida gremista, em bom número no Orlando Scarpelli.

Campeonato Brasileiro - 1ª rodada

Atlético-PR 1
Santos; Mário Sérgio, Dráusio, Cleberson e Natanael; Deivid, João Paulo (Otávio), Paulinho Dias e Marcos Guilherme (Mosquito); Marcelo e Ederson (Lucas Olaza). Técnico: Miguel Ángel Portugal.

Grêmio 0
Busatto; Pará (Everton), Bressan (Rodriguinho), Geromel e Breno (Léo Gago); Edinho, Ramiro, Riveros e Zé Roberto; Dudu e Barcos. Técnico: Enderson Moreira.

Gol: Dráusio (15min/1ºT);
Cartões amarelos: Paulinho Dias (A); Edinho e Ramiro (G).

Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ), com Carlos Berkenbrock (SC) e Márcio Luiz Augusto (SP).


Bookmark and Share