Correio do Povo

Porto Alegre, 1 de Outubro de 2014


Porto Alegre
Agora
19ºC
Amanhã
13º 19º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Brasileirão

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

24/04/2014 09:49 - Atualizado em 24/04/2014 10:25

Caso Carlos Eduardo pode gerar abertura de inquérito no Flamengo

Conselheiros alegarão que clube pagava auxílio moradia ao meia, além do salário

Caso Carlos Eduardo pode gerar abertura de inquérito no Flamengo  <br /><b>Crédito: </b> Maurício Val / Vipcomm / CP Memória
Caso Carlos Eduardo pode gerar abertura de inquérito no Flamengo
Crédito: Maurício Val / Vipcomm / CP Memória
Caso Carlos Eduardo pode gerar abertura de inquérito no Flamengo
Crédito: Maurício Val / Vipcomm / CP Memória

Um grupo de conselheiros do Flamengo irá entrar com um pedido de esclarecimento junto ao Conselho Diretor, na segunda-feira, sobre os valores pagos pelo clube ao meia Carlos Eduardo. Há a possibilidade, ainda, de o pedido avançar para uma abertura de inquérito pelo Conselho Deliberativo, que precisaria ser aprovado pela Comissão Jurídica do órgão.

Este grupo de conselheiros irá alegar que a atual administração errou no uso do dinheiro do Flamengo para o pagamento dos custos do jogador, como o valor pago de auxílio moradia – R$ 10 mil mensais –, sendo que já recebia salário de R$ 528 mil brutos. Ainda será solicitada a devolução da quantia paga para o auxílio aos cofres do Rubro-Negro.

Após a publicação da reportagem, dirigentes do Flamengo entraram em contato com o staff de Carlos Eduardo para pedir desculpa pelo vazamento de documentos internos da negociação do meia. A diretoria viu o clima de desconforto aumentar nos corredores da Gávea, temendo contestações por conta da austeridade financeira pregada desde o início não ter sido seguida no caso do meia.

O Flamengo gastou a quantia de R$ 10.883.979,00 no período de 18 meses para contar com Carlos Eduardo. Por mês, ele recebe, na carteira, R$ 250 mil e o auxílio moradia. Além disso, mais R$ 278 mil relativos a direitos de imagem. Cinco empresas são responsáveis por destinar ao empresário do jogador, Jorge Machado, um percentual do lucro. O valor pago chega próximo dos R$ 1,2 milhão.

Bookmark and Share


Fonte: Lancepress






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.