Porto Alegre, domingo, 23 de Novembro de 2014

  • 27/04/2014
  • 17:51
  • Atualização: 18:23

Inter deixa vitória escapar e empata com Botafogo

Colorado tinha vantagem de 2 a 0, mas cariocas buscaram o 2 a 2

Inter deixa vitória escapar e empata com Botafogo  | Foto: Alexandre Lops / Inter / Divulgação CP

Inter deixa vitória escapar e empata com Botafogo | Foto: Alexandre Lops / Inter / Divulgação CP

  • Comentários
  • Luiz Felipe Mello / Correio do Povo

O Inter deixou de ganhar dois pontos neste domingo no Maracanã. Depois de estar vencendo o Botafogo por 2 a 0 até boa parte do segundo tempo, o Colorado deixou o time carioca em empatar em 2 a 2 e perdeu a chance de vencer a primeira partida fora de casa no Brasileirão. Rafael Moura marcou duas vezes, mas Emerson Sheik e Zeballos determinaram a igualdade.

Antes de enfrentar o Sport, no próximo domingo, pela terceira rodada do Brasileirão, o Inter terá pela frente o Cuiabá, pela Copa do Brasil na quinta-feira. O Colorado realizará uma viagem até Mato Grosso para jogar na Arena Pantanal. 

Inter domina e sai na frente com Rafael Moura


Como já era esperado pelo Inter, o Botafogo tomou a iniciativa da partida desde o primeiro minuto do primeiro tempo no Maracanã. Bem posicionado e pronto para armar contra-ataques, o Colorado somente acompanhou o adversário, que pecava no acabamento das jogadas.

Aos poucos, o time de Abel Braga mostrou mais organização e foi ganhando terreno no jogo. Aos três minutos, o cartão de visita colorado apareceu na forma de um escanteio. D'Alessandro cruzou na cabeça de Valdívia, que concluiu o lance sozinho. Para sorte do goleiro Jefferson, a bola saiu pela linha de fundo.

Quatro minutos depois, o Inter, que já era melhor, saiu em vantagem. Um lançamento perfeito vindo da esquerda chegou para Charles Aránguiz. Com calma, o chileno driblou Julio Cesar na ponta direita e cruzou na medida para Rafael Moura abrir o placar. O gol colocou o Botafogo na pressão e a torcida passou a vaiar o lateral-esquerdo, que deixou a jogada do gol acontecer.

Apesar do nervosismo e do domínio crescente do Inter, o Botafogo conseguiu criar duas chances no primeiro tempo. A primeira surgiu aos 16 minutos. Após cobrança de falta de Jorge Wagner, Paulão tentou afastar o perigo e quase colocou a bola contra o próprio patrimônio. Seria gol contra do Inter, que terminou apenas em escanteio.

Com o Botafogo sobre controle, o Inter investia na posse de bola para amordaçar de vez os donos da casa. Aos 31, no entanto, um descuido da zaga colorada quase comprometeu a vantagem colorada. Zeballos recebeu um grande lançamento de Jorge Wagner. O atacante tentou encobrir Dida, mas o chute foi equivocado e terminou na linha de fundo.

O lance parece ter alertado o time gaúcho, que num contra-ataque, aos 34 minutos, encontrou o segundo gol, aquele que daria tranquilidade ao time. Fabrício lançou Valdívia dentro da área. O garoto livrou-se de Bolívar e cruzou rasteiro para Rafael Moura, que novamente concluiu a jogada para as redes do goleiro Jefferson.

O primeiro tempo se aproximava do fim com o Inter como senhor do jogo. O domínio ficou evidente quando o time de Abel Braga chegou a abrir mão de atacar para apenas tocar a bola e esperar o término da etapa inicial. Uma vantagem promissora, que deixou o Colorado perto da segunda vitória no Brasileirão.

Inter deixa escapar dois pontos


Para o segundo tempo, Inter e Botafogo não modificaram as equipes, mas mudaram seus uniformes. Os donos da casa voltaram para o gramado do Maracanã com camisas brancas, enquanto o Inter retornou com o fardamento todo de vermelho.

Ao contrário do primeiro etapa, quando teve muitas dificuldades para jogar, Julio Cesar conseguiu escapar pela esquerda aos três minutos e cruzar para Emerson Sheik. O atacante recebeu a bola livre dentro da área e chutou forte. Para sorte do Inter, a bola ganhou altura e passou longe do gol de Dida.

O Botafogo tentava de todas as maneiras reagir, mas esbarrava na boa atuação do meio-campo do Inter. Valdívia virou protagonista na partida, enquanto D'Alessandro apenas realizava uma atuação discreta. Aos 13 minutos, o garoto tentou uma jogada pela esquerda e sofreu falta de Airton. Na cobrança de falta, feita pelo argentino, Juan recebeu a bola livre e concluiu de calcanhar. Jefferson fez boa defesa e salvou o Botafogo da goleada.

No momento em que o Inter era melhor, Botafogo buscava o renascimento na partida. O time carioca equilibrou o jogo aos 18 minutos, quando Lucas recebeu a bola pela direita e cruzou para Emerson Sheik. O atacante subiu mais alto do que Juan para cabecear a descontar para o time da casa. Emerson ainda se aproveitou da bobeira de Dida, que não conseguiu alcançar a bola no alto.

O domínio do Inter foi sendo desmantelado pelo entusiasmo do Botafogo, que foi premiado aos 28 minutos. Emerson Scheik recebeu livre na direita e cruzou para o companheiro de ataque Zeballos empatar a partida em 2 a 2. A defesa colorado ficou parada mais uma vez e apenas assistiu à jogada da equipe carioca.

A partir do empate carioca, o jogo ganhou em emoção. As duas equipes corriam para buscar o terceiro gol. O Botafogo ainda criou mais oportunidades que o Inter no segundo tempo. Otávio e Gladestony, que entraram no segundo tempo, não conseguiram dar ao Colorado o mesmo ritmo mostrado por Alan Patrick e Valdívia. No final da partida, Edílson conseguiu escapar pela ponta direita e quase marcou o gol da virada para o Botafogo. O chute do lateral, no entanto, saiu pela linha de fundo, para sorte do Inter.

Brasileirão 2014 - 2ª Rodada


Botafogo 2
Jefferson; Lucas, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Airton (Edílson), Gabriel, Jorge Wagner e Lodeiro; Zeballos e Emerson Sheik. Técnico: Vagner Mancini.

Inter 2

Dida, Diogo, Paulão, Juan e Fabrício; Willians, Aránguiz, Alan Patrick (Gladestony), D'Alessandro e Valdívia (Otavinho); Rafael Moura (Wellington Paulista). Técnico: Abel Braga.

Arbitragem: Jailson Macedo Freitas, auxiliado por Rogerio Pablos Zanardo e Vicente Romano Neto

Gols: Rafael Moura, aos 7min/1º e aos 34/1º; Emerson Scheik, aos 18/2º; Zeballos, aos 27/2º;
Cartões Amarelos: Willians (I); Airton (B); Aránguiz (I); Edílson (B);
Cartões Vermelhos: Lucas (B);
Local: Maracanã, Rio de Janeiro


Bookmark and Share