Porto Alegre, domingo, 23 de Novembro de 2014

  • 09/05/2014
  • 19:07
  • Atualização: 19:23

Jornal inglês diz que COI conversa com Londres para fazer Olimpíada de 2016

Atrasos frequentes do Rio teriam gerado negociações sobre um "plano B"

Autódromo de Jacarepaguá foi demolido, mas obras do Parque Olímpico ainda aguardam licitação | Foto: CidadeOlimpica.com/Divulgação CP

Autódromo de Jacarepaguá foi demolido, mas obras do Parque Olímpico ainda aguardam licitação | Foto: CidadeOlimpica.com/Divulgação CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

O Rio de Janeiro enfrenta atrasos de obras, protestos e problemas de segurança em seus preparativos para os Jogos Olímpicos de 2016. De acordo com o jornal inglês Metro, a pressão aumentou ainda mais, nas últimas semanas, com o Comitê Olímpico Internacional (COI) fazendo reuniões de bastidores para planejar um retorno a Londres em substituição à Olimpíada no Brasil.

De acordo com o jornal, fontes do COI que não quiseram se identificar relataram séria preocupação com os atrasos nas construções para o evento e infraestrutura. Segundo uma fonte de alto escalão, em Atenas 40% das obras estavam prontas a essa altura, Londres tinha 60% e o Rio de Janeiro concluiu somente 10%.

Voltar para Londres seria "a coisa lógica a fazer", segundo a mesma fonte. Os organizadores dos Jogos de 2012 já teriam dado a luz verde para o planejamento de um "plano B", conforme o Metro.

Recentemente, em entrevista aberta, o vice-presidente do COI, John Coates, foi drástico ao rotular a preparação do Rio. Ele classificou a situação como "a pior possível", apesar da entidade ter oferecido vários técnicos especializados para auxiliar nos projetos, algo inédito até então.

Bookmark and Share