Porto Alegre, quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

  • 09/05/2014
  • 21:16
  • Atualização: 21:21

Comitê Organizador da Copa não vai intervir na polêmica do entulho do Beira-Rio

Gerente do COL em Porto Alegre salientou que Andrade Gutierrez e Inter precisam resolver impasse

  • Comentários
  • Wagner Machado/Rádio Guaíba

O gerente do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo (COL), Paulo Jukoski (ex-jogador de vôlei Paulão), afirmou, na noite desta sexta, que a entidade não vai se envolver na polêmica do entulho no entorno do Beira-Rio, que pode acarretar na redução de até 800 vagas de estacionamento para a Copa. No impasse entre Andrade Gurierrez, Inter e prefeitura, a retirada dos restos de obras segue atrasada. A limpeza do espaço é necessária para que o local possa ser ampliado e comportar até 1,4 mil veículos. A Prefeitura já garantiu os recursos, com verba do Ministério dos Esportes.

Paulão admite, em último caso, pedir que as vagas faltantes sejam disponibilizadas em outro local, mas não soube projetar qual. “Inter e construtura que colocaram lá, vão ter que resolver entre eles. Não é atribuição do COL atuar nessa questão. Em último caso, vamos colocar carros em outro lugar. Quem vai ter que orientar isso é a prefeitura, a EPTC”, argumentou, depois de confirmar que o COL foi notificado pelo Executivo Municipal, sobre o impasse.

No início da tarde, a Secretaria Municipal de Gestão esclareceu que cabe ao Executivo remover apenas 35% dos resíduos depositados em uma área de 36 mil metros quadrados, que abrange o entorno do Beira-Rio. Os outros 65% da área, segundo a prefeitura, que equivalem a 23 mil metros quadrados, são de responsabilidade do Inter ou da Construtora Andrade Gutierrez. As caliças geradas pela demolição de uma casa de passagem, de uma petshop e das estruturas das escolas de samba estão sendo retiradas e serão levadas para um local na Lomba do Pinheiro, conveniado com o Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU).


Bookmark and Share