Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 11/05/2014
  • 19:00

Fluminense derrota o Flamengo no Maracanã

Com gols de Fred e Chiquinho, Tricolor foi à vice-liderança do Brasileirão

  • Comentários
  • Lancepress

No segundo Fla-Flu do ano, nova vitória tricolor. Com gol do atacante Fred logo aos 12 minutos do primeiro tempo e outro de Chiquinho no fim da segunda etapa, o Fluminense foi mais consistente e derrotou o Flamengo neste domingo de Dia das Mães, no Maracanã, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Tricolor chegou a nove pontos e assumiu a vice-liderança do Brasileirão. O Rubro Negro está na 15 colocação, com quatro pontos, bem perto da zona de rebaixamento. Na próxima rodada, o time das Laranjeiras visita o Grêmio, na Arena do Grêmio, no domingo, às 16h. Já o Flamengo joga no mesmo dia e horário, no Maracanã, contra o São Paulo.

Fred abre o placar

O primeiro tempo foi de domínio do Fluminense. No início, uma partida muito nervosa por parte do Flamengo. Antes dos nove minutos, o juiz Wágner do Nascimento Magalhães havia distribuído dois cartões amarelos para o time rubro-negro. Tanto nervosismo acabou atrapalhando. Aos 10 minutos, Conca bateu escanteio fechado e Fred, na pequena área, contou com a falha dupla de Cáceres e do goleiro Felipe para abrir o placar para o Tricolor no Maracanã. O atacante aproveitou para homenagear o pai na comemoração, ao apontar para o bigode.

Mesmo após o gol, o Fluminense continuou em cima do rival que, com apenas o argentino Mugni na criação das jogadas, pouco fez para incomodar o goleiro Diego Cavalieri. O Flu esteve perto de ampliar aos 29 e aos 34 em chutes de Rafael Sobis e Jean. A primeira jogada de perigo do Flamengo surgiu só aos 44 minutos em cobrança de falta de Samir de longe para boa defesa do camisa 12 tricolor. Em seguida, Cavalieri quase se complicou na saída de gol, mas o Fla não aproveitou.

Fla melhora, mas leva o segundo

Com a necessidade do resultado, o técnico Jayme de Almeida voltou do intervalo com Negueba no lugar do inoperante Luiz Antonio. Apesar da velocidade do atacante, o time carecia de criatividade no meio já que Mugni era bem marcado e pouco fazia em campo. Aos 20, o treinador rubro-negro partiu para o tudo ou nada ao tirar o argentino e o volante Cáceres e lançar o o atacante Arthur e Muralha.

Na primeira oportunidade, quase o estreante do Flamengo igualou o marcador. Aos 23 minutos, após cobrança de falta rápida, Arthur recebeu na área, girou com velocidade, mas o chute foi por cima, assustando Cavalieri. Três minutos depois, nova oportunidade para o empate desperdiçada em cruzamento vindo da esquerda, mas que Alecsandro cabeceou a "orelha" da bola, que foi para fora.

Pressionado pelo rival, o técnico Cristovão Borges mexeu no time e colocou Walter e Chiquinho nos lugares de Fred e Wágner, respectivamente. As mudanças surtiram o efeito esperado e assim o Fluminense matou a partida. Em contra-ataque iniciado por Walter, Conca lançou Chiquinho, que invadiu a área e bateu forte no canto para dar números finais no placar.

Bookmark and Share