Correio do Povo

Porto Alegre, 1 de Outubro de 2014


Porto Alegre
Agora
21ºC
Amanhã
13º 20º


Faça sua Busca


Esportes > Futebol > Inter

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

18/05/2014 20:22 - Atualizado em 18/05/2014 20:36

Inter empata com Criciúma e perde chance de disparar na liderança

Colorado ficou no 0 a 0 e manteve a ponta no Brasileirão

Colorado ficou no 0 a 0 e perdeu chance de disparar na liderança<br /><b>Crédito: </b> Alexandre Lops/Inter/Divulgação CP
Colorado ficou no 0 a 0 e perdeu chance de disparar na liderança
Crédito: Alexandre Lops/Inter/Divulgação CP
Colorado ficou no 0 a 0 e perdeu chance de disparar na liderança
Crédito: Alexandre Lops/Inter/Divulgação CP

O Inter desperdiçou oportunidades e, mesmo com um jogador a mais, não conseguiu ir além do empate sem gols com o Criciúma, neste domingo, em Santa Catarina. A equipe perdeu a chance de disparar na liderança do Brasileirão, mas ocupa o primeiro lugar com 11 pontos. O Criciúma tem quatro e é o primeiro dos rebaixados. Na próxima quarta, às 19h30min, o Inter enfrenta o Coritiba, no Paraná.

O primeiro tempo se arrastou, com o Criciúma apostando apenas nos lançamentos longos de Paulo Baier e o Inter com dificuldades para romper o bloqueio defensivo dos catarinenses. Ambos os times correram bastante, mas sem que o esforço resultasse em jogadas definidas. Tanto que o primeiro chute a gol veio apenas aos 18 minutos e para os donos da casa. Paulo Baier recebeu na entrada da área, girou e mandou de canhota para o gol, mas Dida conseguiu a defesa.

Inter perde as melhores chances do jogo


Depois disso, a primeira etapa foi um deserto, com algumas bolas paradas trazendo algum risco para as metas de ambos os lados. O Inter acordou apenas depois dos 30 minutos. Aos 33, D'Alessandro lançou Wellington na linha de fundo e o estreante do dia tocou para Rafael Moura na cara do gol. Galatto estava bem posicionado, no entanto, e tirou para escanteio. Na cobrança, Juan correu livre na marca do pênalti e, sem qualquer marcador, isolou completamente sobre o travessão a melhor chance da etapa.

Aos 41, o Criciúma ainda levou algum perigo quando Bruno Lopes desviou o cruzamento de Silvinho, mas Dida saltou para defender. No minuto seguinte, ficou difícil a vida dos catarinenses, pois Eduardo, já com cartão amarelo, atingiu Alex no rosto e foi expulso.

A segunda etapa começou ainda com muitas dificuldades ofensivas para o Inter, mesmo com o homem a mais em campo. A primeira oportunidade ofensiva veio com D'Alessandro. Aos 14 minutos, Alan Patrick ajeitou de peito e o argentino chutou forte, de voleio, mas isolou.

Galatto salva o Criciúma no fim

Quatro minutos depois, Galatto trabalhou. Alan Patrick chutou forte, carimbando o peito do goleiro. A bola sobrou e Fabrício mandou para a confusão, mas Galatto foi nos pés de Rafael Moura defender. O jogo voltou a ficar morno, sem vantagem colorada, apesar do homem a mais. Aos 29, ainda levou um susto no contragolpe. Paulo Baier iniciou a jogada e Cortez fugiu pela esquerda. Ele abriu para Silvinho, na cara do gol, mas o jogador mandou direto para fora, em tiro de meta.

Aos 35, Rafael Moura teve oportunidade, em bola de Alan Patrick. Ele recebeu na marca do pênalti e chutou forte, mas a bola espirrou na zaga. Abel tentou colocar o time para frente, com Wellington Paulista e Valdívia nos lugares de Alex e D'Alessandro, mas o bloqueio à frente do gol continuou intenso. No último lance da partida, Galatto impediu a vitória colorada. Valdívia cabeceou livre na marca do pênalti, mas o goleiro voou no contrapé e tirou de soco, numa bela defesa que manteve o zero no placar.

Brasileirão - 5ª rodada


Criciúma 0
Galatto; Eduardo, Fábio Ferreira, Escudero e Cortez; Serginho, Rodrigo Souza, João Vitor e Paulo Baier (Alberto); Silvinho (Lucca) e Bruno Lopes (Ezequiel). Técnico: Wagner Lopes.

Inter 0

Dida; Diogo, Juan, Ernando e Fabrício; Willians (Otávio), Wellington, Alex (Wellington Paulista), D'Alessandro (Valdívia) e Alan Patrick; Rafael Moura. Técnico: Abel Braga.

Cartões amarelos: Eduardo (C); Willians, Rafael Moura, Juan (I)
Cartão Vermelho: Eduardo (C)
Arbitragem: Raphael Claus (SP), com Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Carlos Augusto Nogueira Junior (SP).
Local: Heriberto Hulse.


Bookmark and Share

Fonte: Bernardo Bercht/Correio do Povo






O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.