Porto Alegre, sábado, 20 de Dezembro de 2014

  • 30/05/2014
  • 20:57

Líder de torcida do Inter desiste de alugar ginásio para abrigar barrabravas em Sapucaia

Torcedores do Inter vão receber cerca de 100 argentinos em casa durante a Copa

  • Comentários
  • Lucas Rivas/Rádio Guaíba

O líder da Guarda Popular, Gilberto Bittencourt Viégas, conhecido como Giba, garantiu à Polícia Civil, ao depor nesta sexta-feira à tarde, que não vai mais alugar um ginásio de Sapucaia do Sul para abrigar cerca de 300 torcedores argentinos conhecidos como barrabravas, que possuem histórico de brigas contra policiais e torcedores rivais durante a Copa do Mundo.

O colorado chegou a acenar com essa possibilidade, mas voltou atrás depois de a informação ter sido divulgada de forma negativa na imprensa. Giba prestou depoimento na DP de Sapucaia do Sul.

Viégas disse, porém, que um grupo de colorados do município deve dar abrigo a aproximadamente 100 torcedores argentinos durante o Mundial. Os nomes não foram informados. A Polícia Civil ainda desconhece se esses torcedores são ou não barrabravas já listados pela Polícia Federal. A corporação recebeu de autoridades argentinas uma lista com quase 2 mil nomes de pessoas condenados pela Justiça do país vizinho por envolvimento em brigas ocasionadas pelo futebol.

Para evitar qualquer incidente, o subcomandante geral da Brigada Militar, coronel Silanus Melo, garante que eles serão monitorados em solo gaúcho. “Nós vamos fazer o acompanhamento destes torcedores desde o momento em que eles ingressarem na nossa Fronteira, via rodovia, até a hospedagem deles. Quando eles estiverem circulando pela Capital esperamos estar sempre em contato e monitorando o grupo para evitar qualquer tipo de atrito”, finalizou.

A Seleção da Argentina vai enfrentar a Nigéria em Porto Alegre em 25 de junho.

Bookmark and Share