Porto Alegre, terça-feira, 21 de Outubro de 2014

  • 07/06/2014
  • 06:52
  • Atualização: 14:18

Acidente de helicóptero mata Fernandão

Capitão que ergueu a taça do Mundial de Clubes pelo Inter estava com 36 anos

Acidente de helicóptero mata Fernandão | Foto: Divulgação / Corpo de Bombeiros de Goiás

Acidente de helicóptero mata Fernandão | Foto: Divulgação / Corpo de Bombeiros de Goiás

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaiba

Um acidente de helicóptero, por volta das 2h deste sábado, matou o ídolo e ex-atacante e ex-técnico colorado Fernandão, em Aruanã, interior de Goiás, próximo ao Rio Araguaia. O capitão que ergueu a taça do Mundial de Clubes pelo Inter estava com 36 anos e trabalhava atualmente como comentarista pelo canal Sportv.  No mesmo acidente, morreram Edmilson de Sousa Leme, vereador de Palmeiras de Goiás, Antônio de Pádua, primo do governador Marconi Perillo; Lindomar Mendes Vieira, um caseiro da fazenda, e o piloto, Miltom Ananias.

• Mais informações sobre acidente de Fernandão

Segundo o presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Francisco Noveletto, o ex-jogador estada indo de Aruanã para Goiânia. A polícia ainda não tem informações sobre o que causou o acidente. De acordo com a delegada Bruna Coelho Soares, Fernandão foi retirado com vida do local do acidente, mas morreu a caminho do hospital.

Carreira marcante no Inter

Jogador do Inter entre 2004 – em sua estreia ele marcou o gol mil em Gre-Nais – a 2008, Fernandão foi um dos jogadores mais importantes da história do Inter, sendo capitão nas conquistas da Libertadores e do Mundial de Clubes de 2006, ano mais vitorioso do clube. Fernandão também foi dirigente e técnico do clube em 2012. 

Também participou dos títulos da Recopa, em 2007, e da Dubai Cup, em 2008, além das conquistas de dois Campeonatos Gaúchos (2005 e 2008). Conforme o site do Inter, Fernandão disputou 190 partidas pelo clube, marcando 77 gols.

O desempenho como treinador não chegou a ser dos melhores em 2012, quando substituiu Dorival Júnior durante o primeiro turno do Brasileirão. A campanha fez com que fosse dispensado antes do término da competição, quando o time ocupava posição mediana na tabela. Sua última visita pública ao estádio Beira-Rio ocorreu em abril, quando foi um dos homenageados do espetáculo “Os Protagonistas”, que remontou a história colorada durante a reinauguração do estádio Beira-Rio.

Antes do Inter, Fernandão jogou no Goiás, por onde se profissionalizou em 1995, e no Marseille e Toulouse, da França. Após a passagem pelo clube colorado, ele atuou por Al-Gharafa, do Catar, Goiás e São Paulo, onde encerrou a carreira precocemente em 2011, por conta das seguidas lesões.






Bookmark and Share