Porto Alegre, domingo, 23 de Novembro de 2014

  • 09/06/2014
  • 21:25
  • Atualização: 23:19

Delegada rechaça boatos de que Fernandão estaria pilotando helicóptero

Testemunhas teriam todas relatado que coronel Milton Ananias estava no comando

Testemunhas teriam todas relatado que coronel Milton Ananias estava no comando na decolagem | Foto: Bombeiros de Goiás/Divulgação CP

Testemunhas teriam todas relatado que coronel Milton Ananias estava no comando na decolagem | Foto: Bombeiros de Goiás/Divulgação CP

  • Comentários
  • Rádio Guaíba

A delegada de Aruanã, Bruna Coelho, rechaçou boatos espalhados em Goiás, de que Fernandão estaria pilotando o helicóptero no momento da queda que provocou sua morte e de outras quatro pessoas. De acordo com a responsável pela investigação, em entrevista à Rádio Guaíba nesta segunda-feira, as testemunhas ouvidas até agora indicaram que o coronel Milton Ananias estava no comando da aeronave.

"Todas as pessoas que estavam próximas, presenciando a partida da aeronave, foram claras ao dizerem que o piloto era o coronel", salientou. Ela contou que está sendo examinada a hipótese de mal súbito, assim como testes de alcoolimia e toxicologia serão analisados em todos os ocupantes do aparelho.

Bruna esclareceu, contudo, que apesar de ser resgatado com vida, Fernandão não conseguiu dar qualquer informação às equipes de resgate. "As pessoas ouvidas relataram que, ao chegar no local, o Fernandão respirava, mas inconsciente. Estava em choque, com sinais vitais, mas sem condições de falar", frisou.

Ela reconheceu que testemunhas afirmaram terem visto bebidas alcoólicas na área da queda e outras confirmaram ingestão de álcool por participantes da celebração antes do embarque. "Mas todos dizem que o piloto não ingeriou bebida", salientou.

Bookmark and Share