Porto Alegre

33ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sábado, 16 de Dezembro de 2017

  • 13/02/2012
  • 13:39
  • Atualização: 14:34

Bloco de rua exclusivo para animais desfila no Rio de Janeiro

Mascotes aproveitaram para fazer a festa de Carnaval em Copacabana

  • Comentários
  • AFP

Samba, fantasias... e latidos: a celebração do carnaval no Rio de Janeiro também é dos mascotes. Um bloco foi organizado para fazer cães e gatos festejarem junto com seus donos no calçadão da popular praia de Copacabana.

Pouco a pouco foram chegando para o bloco famílias inteiras com seus bichos de estimação, a maioria cachorros de todas as raças, tamanhos e cores, ainda que com uma coisa em comum: diferentes e divertidos trajes escolhidos para a ocasião. "Cão carioca, dono carioca, não dá para não gostar do carnaval", disse Maria Porto, de 47 anos, que carregava nos braços a pequena Tati, uma yorkshire fantasiada de bailarina.

"Venho há seis anos. É uma coisa diferente, criativa. É bem interessante a proposta e também acabo aproveitando", acrescentou Maria, enquanto sua cadelinha era fotografada.

A poucos metros, com um carrinho de bebê porque "o asfalto está muito quente para suas patinhas", Rousa Faguri, de 43 anos, aproveitou com seu poodle Dick, fantasiado de "gnomo brasileiro", e seu maltês Lady Katy, de fada. "Sempre os trago, preparo uma fantasia diferente, adoro", contou.

Como não podia deixar de ser, o futebol também fez parte da festa. Os mascotes não se livraram de desfilar com as camisas dos times mais populares da cidade, como Flamengo, Fluminense, Botafogo e Vasco.

A poodle Mindy foi com a camisa rubro-negra, assim como sua dona, Eliana de Oliveira, enquanto a pequinês Shena levou a tricolor. Julia León, uma menina de seis anos, se orgulha de seu shih-tzu Romeo com o uniforme vascaíno.

Hanna, uma cadela labrador de oito meses, completou o combo futebolístico usando as cores da seleção: "é a noiva do Neymar", se divertia Carlos Alfonso, de 39 anos, enquanto fazia carinho em seu animal de estimação.

Em geral, as fantasias são as mais variadas e abrangem super-heróis - Superman, Zorro, Batman -, passando por policial, palhaço e outros animais, como abelhas, joaninhas e vacas. "O mais importante é que a roupa seja confortável (...), que não se sinta mal", explicou Haluska Barroso, que compareceu aos 10 anos do bloco com Frasão, seu poodle de 15 anos, vestido de militar em uma "homenagem às Forças Armadas do Brasil".

"Onde está a cachorrada?", ouviam-se os auto-falantes do trio, que tem na ponta um enorme cão inflável, antes de percorrer o caminho pela Avenida Atlântica, junto à praia, de onde saíam pessoas para ver o desfile e tirar fotos.

Rosileni Batisti, de 35 anos, caminhava entre a multidão canina com seu gato Like, de nove meses. "Acho que sou a única com gato aqui", brincou. Mas rapidamente ela se uniu a Hander Fernandes com outro felino: Theo.

Fernandes é vendedor de roupas para animais, que ele mesmo fabrica e que Theo usa todos os dias em Copacabana, onde vende sua mercadoria. "Já é famoso, todos o conhecem por aqui", falou sorridente.

O bloco dos animais completou neste ano a 10º edição da "maravilhosa festa", segundo um dos organizadores, Felipe Moreira. "Os animais fazem parte da família, e isso é para as pessoas que amam os animais. E para eles é uma festa, têm contato com outros animais e isso os encanta", explicou.

O desfile dos mascotes se une a centenas de blocos de rua que tomam conta de toda a cidade, abrindo caminho para o grande Carnaval, que começa na sexta-feira e que, como todos os anos, reunirá milhões em uma grande festa de cinco dias.

Bookmark and Share