Porto Alegre, domingo, 21 de Dezembro de 2014

  • 06/03/2012
  • 22:16
  • Atualização: 22:29

Deputados do RS aprovam salário mínimo regional de R$ 700

Oposição cobrou durante a votação o cumprimento do piso nacional para o magistério

Oposição cobrou durante a votação o cumprimento do mínimo nacional para o magistério  | Foto: Marcelo Bertani/Assembleia Legislativa/CP

Oposição cobrou durante a votação o cumprimento do mínimo nacional para o magistério | Foto: Marcelo Bertani/Assembleia Legislativa/CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovou, na noite desta terça-feira, o mínimo regional de R$ 700. Acompanhados por representantes sindicais que ocupavam as galerias do Plenário 20 de Setembro, os deputados votaram por unanimidade o reajuste que, na faixa I aumenta os valores para R$ 624,05 a partir de janeiro de 2012 e R$ 700 a partir de 1º de março.

Para as faixas II, III e IV passam a valer, a partir de 1º de março, os valores de R$ 716,12, R$ 732,36 e R$ 761,28, respectivamente. O aumento do piso regional é de R$ 14,75%. A proposição também altera a data-base do piso regional, a partir de 2013, de 1º de maio para 1º de janeiro, acompanhando a data-base do salário mínimo nacional.

No período de discussão, os parlamentares ocuparam a tribuna e todos manifestaram aprovação ao projeto. Deputados da base governista referiram o compromisso com a valorização do piso regional e a política de distribuição de renda.  A oposição reconheceu a importância do projeto, mas aproveitou a discussão para cobrar o pagamento do piso nacional ao magistério. O deputado Frederico Antunes (PP) foi o primeiro a manifestar-se e afirmou que o governo indica índices de reajuste para o piso regional, porém não cumpre a lei no caso dos professores.


Bookmark and Share