Correio do Povo

Porto Alegre, 17 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
17ºC
Amanhã
19º 26º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

20/03/2012 00:01 - Atualizado em 20/03/2012 00:39

Outono começa ensolarado e com máxima de 37° no RS

Estação será marcada por variação de temperaturas, sem influência de El Niño ou La Niña

O outono começa às 2h14min da madrugada desta terça-feira, com mais um dia de calor. Uma massa de ar quente cobre o Rio Grande do Sul e traz outra jornada de temperatura elevada à tarde, especialmente no Oeste. O sol aparece com nuvens, mas pode chover na área do Chuí e no Norte do Uruguai, junto à fronteira gaúcha.

Durante a tarde, diversas localidades registrarão marcas altas de temperatura, com picos de 35°C em Alegrete e Santa Rosa e até 37°C, em Uruguaiana. Na Capital, a temperatura varia entre 19°C e 34°C. A partir de quinta, a previsão é de chuvas generalizadas no Estado.

A nova estação tem como característica a grande amplitude térmica. Marcada pelo calor, mas com grande amplitude térmica. O outono transcorrerá predominantemente sob uma condição de neutralidade no Oceano Pacífico, ou seja, sem a presença dos fenômenos El Niño e La Niña. “Neutralidade, contudo, não significa normalidade e o Estado terá tanto episódios de temperatura como de precipitações fora das médias normais históricas”, avalia o meteorologista da MetSul, Eugenio Hackbart.

Até o final da primeira quinzena de abril costumam prevalecer ainda as marcas elevadas com períodos de calor mais forte. Na segunda metade de abril, há o ingresso das massas de ar polar de maior intensidade, e a partir da segunda quinzena de maio costuma se dar o início do chamado "inverno climático".

A MetSul adverte que os gaúchos ainda vão experimentar jornadas de forte calor. É comum ainda haver uma grande diferença de temperatura entre a noite e o dia, principalmente na Metade Oeste. Os nevoeiros se tornam mais freqüentes a partir de abril, quando as noites já são mais longas e é maior a incidência de episódios de frio.

O Rio Grande do Sul começa a sofrer com maior freqüência a ação de ciclones extratropicais que provocam vento forte e favorecem a entrada de ar frio. Com o Atlântico Sul mais quente, é maior o risco de ciclones intensos entre os litorais da Argentina e do Estado. Em junho, historicamente, há maior propensão para frentes quentes que podem trazer dias com chuva forte.

A expectativa da MetSul Meteorologia é que na nova estação ainda prevaleça no Estado o padrão de chuva irregular iniciado ainda na primavera de 2011 com períodos secos e a manutenção do déficit hídrico em parte do território gaúcho. São prováveis, porém, episódios localizados ou regionalizados de chuva intensa com elevados volumes. A tendência é que a precipitação aumente mais na segunda metade do outono.

Já a temperatura terá grande variabilidade com dias ainda quentes, que podem ter maior frequência em abril, e alguns períodos de frio mais intenso a partir do final de abril e em maio. Segundo o meteorologista Eugenio Hackbart, não se espera um outono frio neste ano, mas marcado por eventos de temperatura baixa que podem ser significativos devido ao começo de ano com La Niña, o que também tende a favorecer eventos de temperatura muito baixa cedo no outono.


Bookmark and Share

Fonte: MetSul







O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.