Porto Alegre

16ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 26 de Julho de 2017

  • 17/07/2012
  • 15:31
  • Atualização: 15:34

Consumidores reclamam da falta de sacolas plásticas nos supermercados da Capital

Ausência de empacotadores também incomoda os usuários

  • Comentários
  • Cláudio Isaías / Correio do Povo

As sacolas plásticas e os empacotadores estão virando artigo raro nos supermercados de Porto Alegre. No Maxxi Atacado, na avenida AJ Renner, no bairro Humaitá, os clientes são obrigados a levar a própria sacola plástica de casa ou então comprar uma retornável. No caso do estabelecimento localizado na zona Norte da Capital, o consumidor é avisado que não tem direito a sacola plástica quando chega no caixa. Além disso, o supermercado não possui nenhum aviso de que não fornece o produto.

A aposentada Elaine Mello ficou surpreendida com a decisão do Maxxi em não fornecer sacolas plásticas. “Não trouxe nenhuma sacola, até porque pensei que o supermercado me forneceria a sacolinha plástica”, lamentou. Segundo ela, os funcionários ofereceram uma sacola retornável ao preço de R$ 2,50. “Achei um abuso, porque gastei cerca de R$ 30 e ainda tenho que pagar pela sacola”, comentou. Ela reclamou também da falta de empacotadores no estabelecimento.

Ainda no caixa, Elaine recebeu do vendedor Abadi Carvalho Peixoto duas sacolas plásticas onde colocou as compras. “Costumo carregar diversas sacolas porque sempre acontece esse problema de alguém não trazer”, destacou. Segundo Peixoto, os supermercados não deveriam retirar as sacolas plásticas sem avisar ao consumidor. O mesmo problema foi constatado pela reportagem do Correio do Povo no supermercado Carrefour, no bairro Partenon, onde os clientes são obrigados a colocar as compras em sacolas plásticas porque o estabelecimento não possui empacotadores.

Para o presidente da Associação Gaúcha de Supermercados (Agas), Antônio Cesa Longo, não existe alternativas consistentes para substituir as sacolas plásticas. “A manutenção das sacolas é o caminho mais prático e econômico para o consumidor”, comentou. Segundo ele, pesquisas mostram que 100% das sacolas plásticas são reutilizadas como saco de lixo, 71% constituem as embalagens preferidas da população para transportar suas compras e 75% das donas de casa são a favor do seu fornecimento pelo varejo.

Estudos da Agas mostram que 65% das sacolas plásticas saem dos caixas sem ter sua capacidade total utilizada, e que 13% dos gaúchos levam sacolas extras para outras utilizações em casa. De acordo com a pesquisa, 81% dos gaúchos são contra o fim imediato da distribuição das sacolas plásticas nos supermercados.

Bookmark and Share