Correio do Povo | Notícias | SC mobiliza profissionais de saúde e segurança em apoio a Santa Maria

Porto Alegre

24ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 18 de Dezembro de 2018

  • 27/01/2013
  • 13:17
  • Atualização: 13:50

SC mobiliza profissionais de saúde e segurança em apoio a Santa Maria

PRF envia helicóptero do Estado vizinho para apoiar na transferência de pacientes

Familiares se mobilizam em frente ao ginásio municipal | Foto: Tarsila Pereira

Familiares se mobilizam em frente ao ginásio municipal | Foto: Tarsila Pereira

  • Comentários
  • Correio do Povo

Em apoio à tragédia que custou a vida de 232 jovens, no incêndio de casa noturna em Santa Maria, o governo do Estado de Santa Catarina se comprometeu a prestar apoio ao Rio Grande do Sul, neste domingo. O governador Raimundo Colombo anunciou que está preparado para enviar profissionais das áreas da Saúde e da Segurança Pública para auxiliar no atendimento às vítimas, caso receba pedido do governo gaúcho.

O governador do RS, Tarso Genro, conversou por telefone com Colombo e recebeu as condolências e solidariedade do Estado vizinho. Além disso, em nota oficial colocou a estrutura à disposição "da comunidade que sempre auxiliou Santa Catarina nos momentos de tragédia".

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), ao mesmo tempo, anunciou que irá prestar apoio e reforçar a vigilância nas rodovias do entorno de Santa Maria com o objetivo garantir a segurança nas estradas. Um helicóptero da PRF de SC será enviado para a região, para transportes de pacientes, caso seja necessário.

O major Cleberson Braida Bastianello informou que todos os corpos foram retirados da boate e que foi feita uma identificação prévia por meio de documentação e cruzamento de imagens. Os familiares das vítimas terão acesso ao ginásio municipal para fazer a identificação final. Segundo o major, os parentes devem se dirigir ao portão de acesso que fica na rua Appel com a Tuiuti em frente à Escola Estadual de Ensino Fundamental Marieta de Ambrósio. Após a indentificação conclusiva, os corpos serão liberados para os atos fúnebres.

Uma das suspeitas é de que as chamas tenham começado por volta das 3h com um sinalizador disparado no palco. Segundo o Corpo de Bombeiros, o instrumento encostou em uma forração de isopor. Ainda conforme a corporação, os extintores de incêndio não estavam funcionando e havia apenas uma saída para os frequentadores - a porta principal - e houve tumulto na tentativa de fuga.

Bookmark and Share