Porto Alegre, quinta-feira, 18 de Dezembro de 2014

  • 01/04/2013
  • 12:40
  • Atualização: 13:12

Após suspeita de desaparecimento, taxista é localizado em Porto Alegre

Siena foi encontrado abandonado na zona Leste da Capital

Siena foi encontrado abandonado em uma rua do bairro Santo Antônio | Foto: Mauro Schaefer

Siena foi encontrado abandonado em uma rua do bairro Santo Antônio | Foto: Mauro Schaefer

  • Comentários
  • Correio do Povo

O taxista que estaria desaparecido desde domingo foi localizado no final da manhã desta segunda-feira em Porto Alegre. A informação foi confirmada pelo diretor do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoas (DHPP), delegado Odival de Souza Soares.

Conforme Soares, Anderson de Rocha Lima, de 42 anos, teria telefonado para a esposa pela manhã. Não foi informado, no entanto, onde ele estava. O motorista deverá ser ouvido pela polícia à tarde. De acordo com o delegado, esta não seria a primeira vez que o taxista abandona um veículo.

A investigação começou depois que o proprietário do carro, Morgan Pires de Matos, registrou ocorrência na Área Judiciária do Palácio da Polícia, informando que o automóvel deveria ter sido devolvido no domingo. Matos prestou depoimento à Polícia Civil no final da manhã de hoje. O táxi Siena foi encontrado mais cedo, abandonado em uma rua no bairro Santo Antônio, na zona Leste da cidade. O veículo foi recolhido e passará por perícia.

O sumiço do taxista poderia estar ligado ao assassinato de três profissionais da categoria, ocorrido na madrugada de sábado. As vítimas foram mortas com tiros na cabeça. A hipótese, porém, foi descartada pelo delegado Odival de Souza Soares.

Mortes e protestos


Na madrugada desse sábado, três taxistas foram executados em Porto Alegre. Além de Cláudio Gomes, 59 anos, foram mortos a tiros Eduardo Ferreira Haas, de 31 anos, e Edson Roberto Loureiro Borges, de 50 anos.

No bairro Mario Quintana, na travessa José Bonifácio, o corpo do taxista Cláudio Gomes foi encontrado junto de seu Corsa Classic. A vítima tinha ponto na Estação Rodoviária.

Haas foi encontrado morto na rua São Jerônimo, bairro IAPI. Ele ficava em um ponto na avenida Assis Brasil, em frente à Igreja São José. O veículo Corsa Classic que ele conduzia foi abandonado na rua Mata Bacelar, no bairro Auxiliadora.

Já Borges, que conduzia um Passat e atuava em uma empresa de tele-táxi, foi localizado na rua Dos Nautas, na Vila Ipiranga. O veículo foi abandonado na rua Bogotá, entre os bairros Jardim Lindóia e São Sebastião.

Em função das mortes dos taxistas, uma série de protestos foi organizada pela categoria. O primeiro ocorreu imediatamente após a localização do corpo de Cláudio Gomes. A manifestação terminou na casa do governador Tarso Genro. Na tarde de sábado, uma carreata pediu mais segurança para categoria em Porto Alegre.

No final da tarde desse domingo, uma nova carreata saiu do Largo Zumbi dos Palmares, na avenida Loureiro da Silva e seguiu até a Estação Rodoviária. Hoje, às 14h, o Sintáxi tem uma reunião com o Comando de Policiamento de Porto Alegre.

Bookmark and Share