Correio do Povo

Porto Alegre, 23 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
19ºC
Amanhã
13º 22º


Faça sua Busca


Notícias > Polícia

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

11/12/2013 12:29 - Atualizado em 11/12/2013 18:20

Polícia tenta desvendar mistério de mortes em Passo Fundo

Dois corpos foram encontrados em riacho às margens BR 153

Dois corpos foram encontrados em riacho às margens BR 135<br /><b>Crédito: </b> Marcos Thiago / Rádio Uirapuru / Especial / CP
Dois corpos foram encontrados em riacho às margens BR 135
Crédito: Marcos Thiago / Rádio Uirapuru / Especial / CP
Dois corpos foram encontrados em riacho às margens BR 135
Crédito: Marcos Thiago / Rádio Uirapuru / Especial / CP

Os agentes da 1ª Delegacia de Homicídios de Passo Fundo estão trabalhando para desvendar o mistério em torno dos dois homens encontrados mortos num riacho, no interior do Município. Uma das vítimas foi identificada como Valmir Galivar, de 26 anos. A dupla foi encontrada por volta das 20h de terça-feira, num riacho próximo ao Km 3 da BR 153 – a Transbrasiliana.

Um agricultor parou a moto para remover um galho de árvore, que estava obstruindo a passagem na ponte, quando avistou um corpo boiando no riacho. Ele acionou a Brigada Militar e numa rápida vistoria no local, os PMs encontraram um segundo corpo no outro lado da ponte. Peritos do Instituto Geral de Perícias-IGP constataram que as vítimas teriam sido espancadas, provavelmente a pauladas e pedradas. Um dos corpos tinha uma pedra de uns 40 quilos em cima da cabeça.

Pelos vestígios encontrados, a polícia acredita que os dois tenham sido mortos em outro local e desovados no riacho. Os peritos do IGP afirmam que pelo estado de decomposição dos corpos, o duplo crime deve ter ocorrido há dois ou três dias. Não foram encontrados documentos que possibilitassem a identificação das vítimas. Trata-se de homens brancos com idade aparente entre 30 a 40 anos. Um deles trajava uma bermuda azul com listras, camiseta azul marinho e tênis azul. Outro estava com calça jeans, camiseta preta com detalhes em vermelho e sapatênis branco. Ele usava um brinco em forma de argola na orelha esquerda.

Os corpos foram encaminhados para necropsia no Departamento Médico Legal-DML. O chefe de investigações da 1ª DP, inspetor Volmar Menegon, disse que, inicialmente, a polícia busca a identificação das vítimas para depois descobrir o que ocorreu. Segundo ele, o duplo crime tenha características de execução.

Bookmark and Share


Fonte: Acácio Silva / Correio do Povo







O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.