Correio do Povo

Porto Alegre, 18 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
21ºC
Amanhã
16º 23º


Faça sua Busca


Notícias > Política

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

20/12/2013 07:22 - Atualizado em 20/12/2013 07:33

Presidente Dilma vai inaugurar nesta sexta a Rodovia do Parque

BR 448 interligará quatro municípios

BR 448 interligará quatro municípios<br /><b>Crédito: </b> Fabiano do Amaral
BR 448 interligará quatro municípios
Crédito: Fabiano do Amaral
BR 448 interligará quatro municípios
Crédito: Fabiano do Amaral

A presidente Dilma Rousseff inaugura às 10h desta sexta-feira, em Canoas, a BR 448 – a Rodovia do Parque –  uma das principais alternativas, a partir de agora, para desafogar a BR 116, no trecho entre Porto Alegre e o Vale do Sinos. Saindo de Sapucaia do Sul, a nova pista absorverá entre 30% e 40% do tráfego que atualmente circula pela BR 116, segundo estimativa do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). O tráfego será liberado a partir das 12h de sábado.

No total, são 22,3 quilômetros de pista dupla, com três faixas cada, com capacidade de receber cerca de 37,5 mil veículos por dia. Orçada em R$ 824 milhões, em 2008, a construção da rodovia teve custo efetivo de R$ 1 bilhão. De acordo com o governo federal, 149 propriedades foram indenizadas e 599 famílias tiveram de ser reassentadas.
A obra, uma das mais aguardadas por quem mora ou viaja à região Metropolitana, começou a ser construída em setembro de 2009. À época, a previsão de conclusão da obra era abril de 2012, prazo estipulado que não foi cumprido e que acabou sendo adiado para dezembro do mesmo ano.

No prazo definido, novo adiamento. Desta vez, para o fim de 2013. Entre as principais dificuldades que atrasaram os trabalhos estiveram, segundo a construtora e o Dnit, as desapropriações e remoção de famílias em áreas de construção.

Em novembro, o Tribunal de Contas da União (TCU)chegou a recomendar a paralisação de sete obras, incluindo a pavimentação da BR 448. A decisão foi tomada com base no relatório de consolidação das obras. Conforme o documento, haveria a prática de sobrepreço na rodovia. A recomendação irritou a presidente, que chegou a questionar quem arcaria com os prejuízos da paralisação. No entanto, a obra não foi interrompida.

Novo trecho vai desafogar trânsito

Concebida para desafogar a congestionada rodovia BR 116 e o caótico trânsito da região Metropolitana de Porto Alegre, a BR 448, conhecida como Rodovia do Parque, pretende aliviar a vida de milhares de motoristas que trafegam diariamente em direção à Capital em cerca de 130 mil veículos. Por ser uma via expressa com poucos acessos, será um reforço ao escoamento da produção gaúcha, especialmente para os produtores da Serra e do Vale do Sinos, do Caí e do Paranhana.

Os primeiros passos para a construção da rodovia foram dados em dezembro de 2005, com a aprovação do Plano Nacional de Viação (PNV). Foi incluída no PNV a rodovia de ligação BR 448, subtrecho entre a BR 116 e a BR 290. Nos seus mais de 22 quilômetros de extensão, a BR 448 liga os municípios de Sapucaia do Sul, Esteio, Canoas e Porto Alegre, formando um anel rodoviário que tenta ajudar a região Metropolitana de Porto Alegre, terceiro polo industrial mais importante do país, com cerca de 40% do PIB do Estado, e caminho para escoamento da maior parte da produção do Estado, a deixar para trás os enormes engarrafamentos diários.

Em novembro deste ano, a presidente Dilma Rousseff disse, em entrevista coletiva, que se tratava de uma estrada emblemática. 'A Rodovia do Parque é emblemática para o meu governo, e não tem nada a ver com eleição. Eu era ministra-chefe da Casa Civil quando nós viabilizamos essa obra, e eu não esqueço o olhar de incredulidade: 'Essa obra não sai'. E ela está saindo, e ela é uma obra difícil. Eu estive aqui, era um areião. E aqui também, ninguém dizia, em 2003, que era possível fazer uma indústria naval. É possível, e ela está lá, gerando emprego e tecnologia', declarou na ocasião.

Planalto montou palanque para Dilma

Um palanque para a solenidade de inauguração da BR 448 foi montado ao lado da ponte estaiada, no trecho final pertencente a Canoas, próximo à entrada da Capital e da Arena do Grêmio, no bairro Humaitá. Do governo federal, além da presidente Dilma Rousseff, estarão presentes na inauguração os ministros gaúchos Pepe Vargas, do Desenvolvimento Agrário, e Maria do Rosário, dos Direitos Humanos, além do titular da Pasta dos Transportes, César Augusto Rabello Borges.

Segundo o Dnit, a rodovia estará liberada para o tráfego a partir do meio-dia deste sábado. O trajeto está 100% concluído, entretanto, os acessos ao bairro Mato Grande, em Canoas, e ao parque Assis Brasil, em Esteio, só serão liberados em 2014.



Bookmark and Share


Fonte: Iuri Ramos / Correio do Povo







O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.