Correio do Povo

Porto Alegre, 16 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
17ºC
Amanhã
18º 29º


Faça sua Busca


Notícias > Polícia

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

20/12/2013 19:09 - Atualizado em 20/12/2013 19:19

Laudo aponta que pistola entregue não foi usada para matar policial em Alvorada

Investigação pretende esclarecer os motivos do disparo que atingiu agente

O delegado Maurício Barcellos recebeu nesta sexta-feira um laudo pericial confirmando que a pistola calibre 380 entregue pela Brigada Militar (BM) à investigação não foi a utilizada na morte do policial civil Marcos Kaefer, de 43 anos, ocorrida em 8 de dezembro, em Alvorada. O policial foi morto por um sargento lotado em Porto Alegre. O laudo pericial também apontou que a arma não foi adaptada para uso de balas 9mm. A hipótese já havia sido levantada pelo delegado.

O inquérito está quase concluído. Para isso, o sargento responsável pelo disparo ainda deve ser ouvido na próxima segunda-feira. Os motivos que levaram o sargento a balear o policial ainda não foram revelados pela Polícia. 

A morte ocorreu depois que agentes da Polícia Civil passaram a investigar um homicídio na zona Norte de Porto Alegre. Eles foram alertados por dois PMs de que o possível autor do assassinato havia se ferido e buscado socorro no Hospital de Alvorada. Todos os policiais foram até a unidade de saúde. Um dos policiais discutiu com um dos familiares do paciente internado. Em seguida,um disparo atingiu o agente nas costas. Após o crime, o PM foi ouvido pelo plantão da DP e informou que o tiro foi acidental.

Bookmark and Share

Fonte: Lucas Rivas / Rádio Guaíba







O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.