Correio do Povo

Porto Alegre, 23 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
19ºC
Amanhã
13º 22º


Faça sua Busca


Notícias > Geral > Trânsito

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

23/12/2013 22:14 - Atualizado em 23/12/2013 22:15

Obrigatoriedade de simuladores em CFCs pode ser adiada no RS

Detran admite transferir a data para não atrasar emissão de carteiras de motorista

A obrigatoriedade do uso de simuladores em Centros de Formação de Condutores (CFCs) pode ser adiada, admitiu o presidente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) do Rio Grande do Sul, Leonardo Kauer. De acordo com Kauer, as empresas fornecedoras do equipamento não estão conseguindo fornecer o total solicitado pelos CFCs. A obrigatoriedade ocorre a partir de 1º de janeiro.

Conforme Leonardo Kauer, o adiamento pode ser a medida adotada para evitar que haja atrasos na emissão da carteira de motorista. Só no Rio Grande do Sul são necessários 819 equipamentos para todos os CFCs. Cada um custa de R$ 38 mil a R$ 47 mil.

Já está certo que a habilitação vai ficar mais cara assim que os simuladores entrarem em operação. A estimativa do Sindicato dos Centros de Formação de Condutores (SindiCFC-RS) é de que o reajuste possa ser de até R$ 300. Já o Detran estima que fique em torno de R$ 150. Fazer a primeira habilitação custa atualmente em torno R$ 1,2 mil.

Bookmark and Share


Fonte: Samuel Vettori / Rádio Guaíba







O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.