Porto Alegre, quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

  • 11/01/2014
  • 11:30
  • Atualização: 11:33

Ariel Sharon era um criminoso, dizem palestinos

Fatah lamentou que ex-premiê não tenha sido levado à justiça internacional

Sharon visita a velha Jerusalem em 2000 | Foto: Menahem Kahana / AFP / CP

Sharon visita a velha Jerusalem em 2000 | Foto: Menahem Kahana / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

Os líderes palestinos classificaram o ex-primeiro-ministro israelense Ariel Sharon, morto neste sábado, de criminoso, e criticaram o fato de ele não ter sido levado à justiça internacional. "Sharon foi responsável pelo assassinato de (Yasser) Arafat, e esperávamos que comparecesse ante o Tribunal Penal Internacional", declarou o líder do Fatah, Jibril Rabub.

• Sharon queria fixar as fronteiras de Israel

O Hamas, no poder na Faixa de Gaza, classificou de "momento histórico" o "desaparecimento deste criminoso com as mãos cobertas de sangue palestino".

Bookmark and Share