Correio do Povo

Porto Alegre, 16 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
15ºC
Amanhã
11º 22º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

16/01/2014 20:20 - Atualizado em 17/01/2014 08:46

Anac autoriza 1.973 novos voos para Copa do Mundo

Rotas incluem aeroportos de Porto Alegre e Caxias do Sul

Ainda pode haver alteração na quantidade de voos incluídos<br /><b>Crédito: </b> Nelson Almeida / AFP / CP
Ainda pode haver alteração na quantidade de voos incluídos
Crédito: Nelson Almeida / AFP / CP
Ainda pode haver alteração na quantidade de voos incluídos
Crédito: Nelson Almeida / AFP / CP

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) anunciou mais 1.973 voos no período da Copa do Mundo. No total, as empresas aéreas solicitaram alterações ou inclusões de aproximadamente 80 mil voos entre os dias 6 de junho e 20 de julho. A distribuição das novas viagens ocorrerá em 25 aeroportos, dos quais 12 nas cidades-sede e outros 13 localizados até 200 quilômetros de distância. Os aeroportos de Porto Alegre e Caxias do Sul deverão receber novas rotas.

De acordo com o diretor-presidente da Anac, Marcelo Guaranys, para acatar os pedidos, a agência precisou adequar os horários para respeitar a capacidade dos aeroportos. Com isso, ainda pode haver alteração na quantidade de voos incluídos, uma vez que a companhia vai analisar o horário que lhe foi concedido, podendo pedir um novo horário ou até mesmo desistir do voo.

As rotas mais solicitadas pelas companhias aéreas foram dos aeroportos do Galeão (RJ) para Ezeiza (Buenos Aires), de Brasília (DF) para Guarulhos (SP), Fortaleza (CE) para Guarulhos (SP), do Santos Dumont (RJ) para Viracopos (Campinas), e do Galeão (RJ) para o Aeroparque (Buenos Aires).

Preços

O diretor-presidente da Anac também disse que a Agência vai acompanhar os preços de todas as passagens para a Copa do Mundo deste ano. Segundo ele, até agora apenas 4% das passagens para o período foram vendidas. Ele explicou que, normalmente, a Anac acompanha os dados do mês imediatamente anterior. Mas para a Copa, o acompanhamento é para o futuro. Guaranys afirmou que a agência acompanhará quinzenalmente os dados e que, se houver abusos, os órgãos de defesa do consumidor e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) poderão agir.

Bookmark and Share

Fonte: Agência Brasil e AE






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.