Porto Alegre, sábado, 29 de Novembro de 2014

  • 20/01/2014
  • 15:23
  • Atualização: 16:12

Bombeiros controlam fogo que atingiu loja em Canoas

Ninguém ficou ferido e incêndio destruiu parte do estabelecimento comercial

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaíba

Após mais de duas horas, o Corpo de Bombeiros conseguiu controlar as chamas que atingiram uma loja de eletrodomésticos no Centro de Canoas, na Região Metropolitana. O incêndio começou no início da tarde desta segunda-feira, por volta das 12h30min, e destruiu parcialmente a parte de cima do estabelecimento comercial, que fica na rua Tiradentes, conhecida como Calçadão.

Apesar do susto, ninguém ficou ferido. O supervisor das lojas Benoit, Alexandre Félix, contou que todas as pessoas foram removidas do local. No momento do início das chamas, conforme Féliz, 15 funcionários e alguns clientes estavam dentro do prédio.

Os bombeiros trabalham agora para apagar focos do fogo na parte interna do prédio. De acordo com o chefe do 8º Comando Regional de Bombeiros (CRB), o major Carlos Daniel Coelho, o incêndio iniciou no forro do primeiro pavimento e, em seguida, subiu para os andares superiores, onde estavam expostos colchões, móveis e brinquedos. Segundo Coelho, a principal dificuldade foi a escalada das chamas para a parte de cima.

Local de movimento intenso

Quatro viaturas da corporação e cerca de 30 homens foram necessários para o combate às chamas. Um grupo de bombeiros de Esteio deu apoio à ação. A loja fica entre a estação Canoas da Trensurb, na Guilherme Schel, e a avenida Getúlio Vargas. Por ser num lugar de movimento intenso, o incêndio causou grande aglomeração de pessoas. O local foi isolado e as ruas da região bloqueadas.

O fogo chegou a atingir também um prédio vizinho, no telhão. O local foi evacuado por segurança. O fogo também foi controlado. O jovem Anael Amaral trabalha numa sorveteria em frente à Benoit e estava atendendo um cliente quando viu o começo das chamas. “Fiquei muito assustado quando os vidros da loja explodiram”, contou.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) também pediu aos motoristas que passavam pela BR 116 para não diminuir a velocidade, em frente à Praça do Avião. Alguns paravam para observar o incêndio e isso chegou a provocar lentidão de aproximadamente dois quilômetros nos dois sentidos da rodovia, no início da tarde.

*Com informações do repórter Luiz Sérgio Dibe


Bookmark and Share