Correio do Povo

Porto Alegre, 24 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
12ºC
Amanhã
14º


Faça sua Busca


Notícias > Geral > Trânsito

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

28/01/2014 10:50 - Atualizado em 28/01/2014 13:26

Fortunati descarta aumento das passagens para resolver impasse no ônibus

Prefeito cogitou possibilidade de greve ter sido combinada entre trabalhadores e empresas

Greve de ônibus segue em Porto Alegre<br /><b>Crédito: </b> Mauro Schaeffer
Greve de ônibus segue em Porto Alegre
Crédito: Mauro Schaeffer
Greve de ônibus segue em Porto Alegre
Crédito: Mauro Schaeffer

O prefeito José Fortunati descarta aumentar o preço das passagens de ônibus em Porto Alegre para  acabar com a greve dos rodoviários. Desde segunda-feira, apenas 30% da frota está circulando na Capital. "Não me compete questionar a greve. Infelizmente, as declarações dadas são no sentido de que o acordo só iria ocorrer se fosse aumentado o preço das passagens. Eu não farei isso”, declarou em entrevista coletiva nesta manhã.

“Há uma pressão clara de que o acordo entre patrões e empregados seja assumido de forma prévia da prefeitura como reajuste da tarifa. Não farei isso. Estamos aguardando uma decisão do Tribunal (de Contas do Estado) sobre dois itens da planilha, que podem modificar ou não o resultado final. Aguardo isso para depois decidir tecnicamente e poder anunciar para a população a nova tarifa do transporte coletivo. Enquanto tivermos dúvidas sobre qual tarifa, não farei isso”, seguiu.

Fortunati ainda levantou a hipótese de que a greve tenha sido combinada entre rodoviários e empresas para buscar o reajuste na tarifa de ônibus na Capital, que atualmente é de R$ 2,80. “Tenho na minha bagagem inúmeras greves e não vi nenhuma tão estranha quanto essa. Hoje, na frente das garagens, só há piquetes na Carris, não tem ninguém nas outras empresas. Os trabalhadores normalmente vão para frente das garagens e o que estamos vendo é uma lua de mel. Isso é muito estranho”, completou.

A prefeitura de Porto Alegre protocolou pedido no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) solicitando o aumento do número de ônibus circulando na Capital durante a greve. De acordo com o prefeito José Fortunati, o objetivo é assegurar 70% da frota trafegando nos horários de pico e 50% nas demais horas.

“O que eu quero é que dentro da lei de greve, que é uma garantia constitucional dos trabalhadores, tenhamos um percentual maior. Protocolamos o pedido para que fosse aumentada a frota na rua. Entendemos que apenas 30% não atende ao serviço essencial. Isso nos possibilidade apenas colocar os ônibus nos grandes eixos. Com isso, a parte mais pobre da população não é atendida. Tenho a preocupação de atender as pessoas que mais precisam do transporte coletivo”, avaliou.

Sindicato nega greve combinada

O Sindicato dos Rodoviários de Porto Alegre descartou qualquer possibilidade de greve combinada com empresários. O dirigente da categoria, Julio Gamaliel, lembrou que desde o dia 20 de dezembro o tema é discutido pelo sindicato.

Conforme Gamaliel a afirmação do prefeito José Fortunati busca desmobilizar a categoria e colocar a população contra motoristas e cobradores. "Acredito que ele deveria cobrar dos empresários", afirmou.

Confira os eixos que são atendidos durante a greve:

Carris (100 veículos)

Linhas que vão circular:
T1; T2, T2A; T3; T4; T5; T6; T7; T8; T9; T11; 343 – Campus Ipiranga

Avenidas que vão atender: como são linhas transversais, atenderão a diversas vias das zonas Leste, Norte e Sul.

Conorte (116 veículos)

Linhas que vão circular:
662 – Rubem Berta; 661 – Jardim Leopoldina; 656 – Passo das Pedras; 637 – Chácara das Pedras; 704 – Humaitá; 718 – Ilha da Pintada; 631 – Parque dos Maias; 621 – Nova Gleba; 613 – Elisabeth; TR62 – Troncal Baltazar; 520 – Triângulo/24 de Outubro; 624 – São Borja; 632 – Fátima; B51 – Parque/Postão

Avenidas que vão atender: Assis Brasil, Baltazar de Oliveira Garcia, Manoel Elias, Aj Renner, Ilhas, Plínio Brasil Milano, Cristovão Colombo, Benjamin Constant, Farrapos

Unibus (95 veículos)

Linhas que vão circular:
398 – Pinheiro; 398.2 – Pinheiro/Azenha; 441 – Antônio de Carvalho; 341 – Bento/ Antônio de Carvalho; 491 – Passo Dorneles/Safira; 494 – Rubem Berta/Protásio;

Avenidas que vão atender: Bento Gonçalves, Protásio Alves, Antônio de Carvalho e João de Oliveira Remião, João Pessoa, Azenha

STS (125 veículos)

Linhas que vão circular:
165 – Cohab; 171 – Ponta Grossa; 173 – Camaquã; 184 – Juca Batista; 188 – Assunção; 209 – Restinga; 210 – Restinga Nova; 211 – Restinga Velha; 267 – Lami; 268 – Belém Novo; 314.1 – Restinga/Puc/3ª Perimetral; 260 – Belém Velho/Oscar Pereira; 284.3 – Belém Velho/Rincão/Azenha; 289 – Rincão/Oscar Pereira

Avenidas que vão atender: Edgar Pires de Castro, Juca Batista, Serraria; Cavalhada, Cel. Marcos, Wenceslau Escobar, Oscar Pereira, Borges de Medeiros, João Pessoa, Azenha

Bookmark and Share

Fonte: Correio do Povo e Rádio Guaíba





» Tags:Trânsito Geral

O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.