Porto Alegre, quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

  • 28/01/2014
  • 17:32
  • Atualização: 17:37

Linha Amarela é parcialmente liberada após desabamento de passarela no Rio

Caminhão que circulava ilegalmente bateu na construção e provocou quatro mortes

Caminhão que circulava ilegalmente bateu na construção e provocou quatro mortes | Foto: Tânia Rêgo / Abr / CP

Caminhão que circulava ilegalmente bateu na construção e provocou quatro mortes | Foto: Tânia Rêgo / Abr / CP

  • Comentários
  • Agência Brasil

A Linha Amarela, via expressa que liga a Barra da Tijuca à região central do Rio de Janeiro, foi liberada no sentido Barra às 16h30min. A via estava interditada desde o período da manhã, depois que uma passarela desabou ao ser atingida por um caminhão que seguia com a caçamba levantada. Quatro pessoas morreram no acidente e cinco ficaram feridas.

A empresa Lamsa, concessionária responsável pela exploração da Linha Amarela, disse por meio de sua assessoria que o caminhão entrou na via após o pedágio, pelo Acesso 2, e por isso não houve como impedir sua circulação, que é proibida no horário em que houve o acidente.

Segundo a assessoria, a passarela tem 42 metros, pesa cerca de 120 toneladas e é formada por estrutura metálica e placas de concreto. Os escombros da passarela estão sendo removidos com a ajuda de dois superguindastes. A reabertura total da via foi estimada até o final da tarde.

Três dos mortos seriam o motorista de um táxi, o motorista de um Palio prata (atingidos pela estrutura) e um homem que estaria passando a pé na passarela no momento em que a estrutura foi atingida por um caminhão basculante, e acabou caindo no rio que separa as duas pistas da Linha Amarela. Ainda não há informações sobre o quarto morto.

A última pessoa resgatada é uma mulher que estava dentro do Palio prata, que ficou completamente esmagado pela estrutura. A mulher está consciente e conversando com bombeiros, que imobilizaram uma perna. Os feridos estariam sendo levados para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, zona norte do Rio. O prefeito Eduardo Paes (PMDB) afirmou que a circulação de caminhões é proibida na Linha Amarela até as 10h. Ele pediu que motoristas evitem a Linha Amarela e utilizem caminhos alternativos para sair da zona oeste e chegar à zona norte e ao centro da cidade, como a Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá e o Alto da Boa Vista. A Linha Amarela permanece interditada nos dois sentidos. Não há previsão de reabertura das pistas.


Bookmark and Share