Correio do Povo

Porto Alegre, 16 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
15ºC
Amanhã
11º 22º


Faça sua Busca


Notícias > Geral > Transporte Público

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

28/01/2014 19:19 - Atualizado em 28/01/2014 20:22

Rodoviários deflagram paralisação geral dos ônibus em Porto Alegre

Decisão da categoria descumpre ordem judicial

Rodoviários deflagram paralisação geral dos ônibus em Porto Alegre<br /><b>Crédito: </b> Ricardo Giusti / CP
Rodoviários deflagram paralisação geral dos ônibus em Porto Alegre
Crédito: Ricardo Giusti / CP
Rodoviários deflagram paralisação geral dos ônibus em Porto Alegre
Crédito: Ricardo Giusti / CP

O Sindicato dos Rodoviários decidiu pela paralisação geral dos ônibus em Porto Alegre, descumprindo a ordem judicial para que 70% da frota estivesse na rua em horários de pico. A decisão ocorreu após reunião no Tribunal Regional do Trabalho que envolveu EPTC, prefeitura, empresas e representantes da categoria e passa a valer imediatamente. 

“Ficamos insatisfeitos com a reunião e a tentativa de mediação do TRT. Consideramos um abuso a determinação de 70% da frota, porque tira o sentido da nossa greve”, afirmou o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Júlio Gamaliel. “A partir de agora vamos recolher todos os ônibus e vai ser zero de frota”, completou ele, em entrevista no fim da tarde. A paralisação total continua amanhã e não há previsão para terminar.

Fortunati cogita possibilidade de greve dos rodoviários ter sido combinada
• ATP e empresas repudiam declarações de Fortunati sobre greve
• TRT determina que rodoviários voltem a circular com 70% da frota

• Prefeitura pede a declaração abusividade da greve dos rodoviários

O TRT confirmou que não houve acordo entre as partes no encontro desta tarde. Conforme a assessoria do Tribunal, uma nova reunião de mediação foi marcada para quinta-feira, às 15h. A determinação de multa diária de R$ 50 mil foi mantida pela desembargadora Ana Luiza Heineck Kruse para o não cumprimento da frota mínima.

A EPTC informou que “espera que seja respeitada a decisão do TRT e que a população não seja prejudicada”. Conforme a assessoria da autarquia, será realizado um mutirão dos agentes para orientar a população desde as primeiras horas desta quarta-feira.

Greve e resposta do prefeito Fortunati

No início da tarde, o TRT determinou que os rodoviários deveriam colocar 70% da frota nas ruas a partir das 17h de hoje nos horários de pico, já que apenas 30% dos ônibus estavam sendo usados por conta da greve da categoria. Em pedido liminar anterior, o município havia reivindicado declaração de abusividade da greve, com o retorno imediato dos trabalhadores às suas funções para garantir garantir a circulação de 100% da frota.

Ainda nesta terça, o prefeito José Fortunati levantou a hipótese de que a greve tenha sido combinada entre rodoviários e empresas para buscar o reajuste na tarifa de ônibus na Capital, que atualmente é de R$ 2,80. “Tenho na minha bagagem inúmeras greves e não vi nenhuma tão estranha quanto essa. Hoje, na frente das garagens, só há piquetes na Carris, não tem ninguém nas outras empresas. Os trabalhadores normalmente vão para frente das garagens e o que estamos vendo é uma lua de mel. Isso é muito estranho”, completou.

Bookmark and Share

Fonte: Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.