Porto Alegre, terça-feira, 25 de Novembro de 2014

  • 30/01/2014
  • 15:18
  • Atualização: 19:11

Ônibus que fazia a linha Lomba do Pinheiro é atacado com bomba caseira

Após o incidente, empresa Unibus mandou recolher todos os veículos

Ônibus da linha Lomba do Pinheiro foi atacado com bomba caseira | Foto: Paulo Nunes

Ônibus da linha Lomba do Pinheiro foi atacado com bomba caseira | Foto: Paulo Nunes

  • Comentários
  • Correio do Povo

Um ônibus da empresa Sudeste, do consórcio Unibus, foi atacado com uma bomba caseira na Estrada João de Oliveira Remião, na Lomba do Pinheiro, em Porto Alegre, por volta das 14h30min desta quinta-feira. O coletivo estava parado no terminal, quando o motorista e o cobrador perceberam que uma garrafa pet começava a pegar fogo na parte da frente do veículo. Eles controlaram o princípio de incêndio e acionaram a Brigada Militar (BM).

De acordo com a Sudeste, as chamas atingiram alguns bancos e parte da luminária. Após o incidente, a empresa ordenou que todos os ônibus em circulação da empresa voltassem para a garagem. Com a greve dos rodoviários desde segunda-feira, o trânsito de passageiros está comprometido na Capital. Na segunda e terça-feira, apenas 30% da frota operou. Ontem, nenhum ônibus circulou pelas ruas. E nesta quinta, apenas 14% da frota estava em funcionamento, com veículos da Vap e Estoril.

O operador de escala da Sudeste, Rafael Mathias, afirmou que não há suspeita em relação a quem provocou o princípio de incêndio. “Como não tinha ninguém no ônibus, não dá para dizer. Pode ter sido de alguém da greve ou algum usuário bravo por não ter ônibus na cidade”, comentou.

Conforme Mathias, a empresa começou a quinta-feira com 80 ônibus na rua e a expectativa é de cumprimento da ordem judicial que determina pelo menos 70% da frota nos horários de pico. “Vamos ver antes como vai terminar a reunião no Tribunal Regional do Trabalho (que ocorre nesta quinta)”, ponderou.

Bookmark and Share