Porto Alegre, terça-feira, 21 de Outubro de 2014

  • 31/01/2014
  • 13:01
  • Atualização: 14:36

Justiça aumenta valor de multa ao Sindicato dos Rodoviários

Desembargadora autorizou prefeitura a pedir reforço na segurança

Desembargadora ainda determinou o bloqueio de 150 mil em contas bancárias do Sindicato dos Rodoviários | Foto: Tarsila Pereira

Desembargadora ainda determinou o bloqueio de 150 mil em contas bancárias do Sindicato dos Rodoviários | Foto: Tarsila Pereira

  • Comentários
  • Correio do Povo

A vice-presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) do Estado, desembargadora Ana Luiza Heineck Kruse, decidiu ampliar para R$ 100 mil o valor da multa diária a ser paga pelo Sindicato dos Rodoviários em caso de descumprimento da ordem judicial de manter 70% da frota circulando em horários de pico e 30% nos demais horários. Na petição ajuizada nesta manhã, a prefeitura de Porto Alegre havia pedido que a multa subisse para R$ 500 mil por dia.

A magistrada ainda determinou o bloqueio de R$ 150 mil em contas bancárias existentes em nome da entidade, via sistema BacenJud, do Banco Central. O valor se refere às multas pelo não cumprimento da ordem na quarta e quinta-feira.

A prefeitura de Porto Alegre também havia solicitado o uso de força policial nas garagens das empresas de ônibus, onde os trabalhadores montam piquetes. Na decisão, a magistrada autorizou o uso da força se a Brigada Militar entender como necessária. A desembargada ainda decidiu por não pedir um novo encontro entre rodoviários e empresas no TRT e vai esperar pela decisão que será tomada na assembleia dos trabalhadores, marcada para as 17h, no Ginásio Tesourinha.

Bookmark and Share