Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 05/02/2014
  • 15:24
  • Atualização: 15:52

Britânico que danificou retrato da rainha Elizabeth II é condenado a seis meses de prisão

Tim Haries, 42 anos, protestava pelos divorciados que não têm permissão para ver seus filhos

  • Comentários
  • AFP

Um britânico que danificou um retrato da rainha Elizabeth II para protestar pelos divorciados que não têm permissão para ver seus filhos foi condenado nesta quarta-feira a seis meses de prisão.

Tim Haries, 42 anos, utilizou um spray violeta para escrever "ajuda" ("help") em um retrato a óleo da rainha, feito pelo australiano Ralph Heimans e exibido na Abadia de Westminster, em Londres.

Haries, que pertence ao grupo Fathers4Justice, disse que quis chamar a atenção para sua causa.

O condenado não viu suas duas filhas por mais de quatro anos devido a um mandato judicial, explicou em um comunicado após a sentença.

A pena de um tribunal de Londres foi mais dura que o esperado, e Haries anunciou que iniciará uma greve de fome até que seja autorizado a ver suas filhas.

"Minhas filhas e eu não fizemos nada para merecer tratamento semelhante", afirmou em um comunicado publicado no site da Fathers4Justice.

O juiz, Alistair McCreath, disse que entendia a angústia de Haries por não poder ver as filhas.

"Mas não posso aceitar que sejam justificados de nenhuma forma os meios que você escolheu para protestar", declarou o juiz.

A obra de Heimans foi encomendada em 2012, para o aniversário da coroação da rainha, e custou 160mil libras. A limpeza do quadro após o ataque de Haries custou 9 mil libras.

Bookmark and Share