Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

  • 06/02/2014
  • 16:17
  • Atualização: 17:40

MPT vai ajuizar pedido de dissídio coletivo dos rodoviários

Procuradora começou a encaminhar ação após mais uma reunião sem acordo entre categoria e empresas

MPT vai ajuizar pedido de dissídio coletivo dos rodoviários  | Foto: Cristine Rochol / PMPA / CP

MPT vai ajuizar pedido de dissídio coletivo dos rodoviários | Foto: Cristine Rochol / PMPA / CP

  • Comentários
  • Luiz Sérgio Dibe / Correio do Povo

A possibilidade de evitar o julgamento do dissídio coletivo dos rodoviários foi rechaçada por volta das 17h desta quinta-feira, após mais uma reunião sem acordo entre a categoria e as empresas no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 4ª Região. Durante a mediação, que começou às 15h, o Ministério Público do Trabalho (MPT) afirmou que, diante de nenhum avanço nos últimos dias, as tratativas foram consideradas “em caráter litigioso”.

Uma última tentativa de conciliação foi realizada no final desta tarde, após reuniões separadas das duas partes. Como a greve da categoria deve continuar por tempo indeterminado, a procuradora do Trabalho Beatriz Junqueira Fialho já começou a encaminhar a solicitação de dissídio na Justiça.

Em virtude da urgência do tema, a desembargadora Ana Luiza Kruse vai pedir que o processo seja julgado o mais rápido possível. Ela acredita que a tramitação ocorra em até 10 dias.

Na avaliação do juiz auxiliar da presidência do TRT e ex-coordenador de atividades de mediação, Ricardo Fioreze, o julgamento do dissídio provavelmente será desfavorável aos rodoviários. Segundo ele, é difícil que o reajuste será melhor do que o obtido nos últimos debates.

Um fato curioso ocorrido nesta quinta foi o debate reservado dos trabalhadores - em maior número – ser realizado numa sala de reuniões, enquanto os empresários discutiram a pauta na copa do prédio do TRT, pois era o único espaço disponível.

*Notícia atualizada às 17h40min

Bookmark and Share