Correio do Povo

Porto Alegre, 1 de Outubro de 2014


Porto Alegre
Agora
14ºC
Amanhã
13º 20º


Faça sua Busca


Notícias > Polícia

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

11/02/2014 10:40 - Atualizado em 11/02/2014 11:18

Mulher morre em acidente em Alvorada

Polícia suspeita envolvidos estavam participando de um racha

Polícia suspeita envolvidos estavam participando de um racha<br /><b>Crédito: </b> Polícia Civil / Divulgação / CP
Polícia suspeita envolvidos estavam participando de um racha
Crédito: Polícia Civil / Divulgação / CP
Polícia suspeita envolvidos estavam participando de um racha
Crédito: Polícia Civil / Divulgação / CP

Uma mulher de 26 anos morreu na noite dessa segunda-feira após a moto que dirigia ser atingida por um carro que trafegava na contramão em Alvorada, na Região Metropolitana. A vítima, identificada como Gisleia Rathke Paranhos, foi levada ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Embora amigas tenham dito que ela estava grávida de seis meses, o marido não confirmou a informação. 

O delegado Maurício Barcellos, responsável pelo caso, disse que ainda deve intimar as namoradas dos presos por suspeita de crime de fraude processual. "Elas teriam retirado os veículos do local. Vamos intimá-las", explicou. A polícia suspeita que o jovem, de 19 anos, que dirigia um Mercedez Classe A estivesse participando de um racha com um amigo, também de 19 anos, que estava em uma camionete Montana. Os dois foram presos em flagrante.

O delegado afirma que inicialmente a Brigada Militar foi acionada para atender a um acidente de trânsito na rua Colibris, no bairro Jardim Algarve. Em seguida, policiais chegaram ao local e receberam relatos de testemunhas de que os dois jovens costumavam fazer rachas e trafegar em grande velocidade. A via é de mão dupla, o Classe A vinha na contra mão enquanto a camionete estava na outra pista. “Pela alta velocidade, pela colisão ter sido na contramão, pelo depoimento das testemunhas, a tentativa de alterar o cenário do acidente. Tudo isso leva a crer que era um racha”, disse ao delegado ao Correio do Povo.

Presos em flagrante, os jovens não têm direito a pagamento de fiança. Eles devem ser indiciados por homicídio com dolo eventual – quando o indiciado assume o risco de matar.

Bookmark and Share

Fonte: Correio do Povo





» Tags:Polícia Alvorada

O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.