Porto Alegre, sábado, 20 de Dezembro de 2014

  • 11/02/2014
  • 19:03
  • Atualização: 19:04

Exame vai indicar se mulher morta em acidente em Alvorada estava grávida

Vítima foi atingida em uma moto por um dos carros, que segundo a Polícia, fazia 'racha'

  • Comentários
  • Samuel Vettori/Rádio Guaíba

Peritos irão realizar exames para indicar se Gisleia Rathke Paranhos, morta na noite de ontem, em Alvorada, um acidente estava grávida. De acordo com o delegado Maurício Barcellos, se a suspeita for confirmada, cabe a responsabilização pelo homicídio da criança em gestação. Os jovens que se envolveram no acidente estão presos por
homicídio doloso. 

De início, a polícia divulgou que a vítima havia sido uma mulher grávida, mas o depoimento de outros amigos dela levantou dúvida na investigação. Os dois jovens presos em flagrante pelo crime, que não permite fiança, seguem presos. Eles devem ser indiciados por homicídio com dolo eventual – quando se assume o risco de matar.

Para a polícia, os jovens, um numa Mercedez Classe A e outro numa camionete Montana, faziam um 'racha' pela rua Colibris quando o acidente ocorreu, no bairro Jardim Algarve. A mulher, que conduzia uma moto foi atingida por um dos carros.

Os detidos alteraram o local do acidente na tentativa de dificultar o trabalho da investigação, conforme a polícia. Não há câmeras de segurança na região. O depoimento de testemunhas é a principal prova para responsabilizar a dupla pelo crime, disse Barcellos.

Bookmark and Share


TAGS » Acidente, Alvorada