Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 21/02/2014
  • 15:07
  • Atualização: 13:16

Decretada prisão preventiva de advogado suspeito de lesar 30 mil clientes

Golpe pode ter movimentado mais de R$ 100 milhões

Suspeito de comandar quadrilha tem avião de luxo | Foto: Divulgação / PF / CP

Suspeito de comandar quadrilha tem avião de luxo | Foto: Divulgação / PF / CP

  • Comentários
  • Rádio Guaíba

O juiz Orlando Faccini Neto, da 3ª Vara Criminal do Foro de Passo Fundo, decretou nesta sexta a prisão preventiva do advogado suspeito de lesar 30 mil clientes e estabeleceu pagamento de fiança de R$ 724 mil à esposa dele, e de R$ 144,8 mil para mais três pessoas detidas em uma operação conjunta da Polícia Federal e do Ministério Público. O magistrado também aceitou a denúncia oferecida pelo Ministério Público, e os cinco viraram réus em um processo criminal.

A denúncia foi assinada pelos promotores de Justiça Álvaro Poglia, Marcelo Juliano Silveira Pires e Júlio Balardin. O superintendente da Polícia Federal do RS, Sandro Caron, também acompanhou os trabalhos .O valor total desviado atingiria mais de R$ 1,6 milhão, mas a estimativa é de que o esquema tenha movimentado mais de R$ 100 milhões. Os golpes ocorreriam em Passo Fundo e em Bento Gonçalves. 

A operação foi chamada de “Carmelina” por ser o nome de uma das vítimas do esquema, idosa que faleceu sem receber mais de R$ 100 mil que lhe caberiam. A investigação do crime começou há dois anos através de representação da Ordem dos Advogados do Brasil e do Ministério Público Federal. Conforme apurado nestas investigações, uma renomada banca de advogados, com sede principal em Passo Fundo, captava clientes e ajuizava ações contra uma empresa de telefonia.


Bookmark and Share


TAGS » Prisão, Golpe, advogado