Correio do Povo

Porto Alegre, 16 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
15ºC
Amanhã
11º 22º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

11/03/2014 13:30 - Atualizado em 11/03/2014 13:41

Polícia investigará confusão durante audiência do transporte

Prefeitura irá encaminhar imagens e lista com nomes dos participantes cadastrados para o evento

Manifestantes dispararam rojões e pedras para dentro da quadra do ginásio Tesourinha<br /><b>Crédito: </b> Ricardo Giusti
Manifestantes dispararam rojões e pedras para dentro da quadra do ginásio Tesourinha
Crédito: Ricardo Giusti
Manifestantes dispararam rojões e pedras para dentro da quadra do ginásio Tesourinha
Crédito: Ricardo Giusti

A 1ª Delegacia da Polícia Civil de Porto Alegre irá investigar a confusão ocorrida durante a audiência sobre o transporte público no Ginásio Tesourinha, na noite dessa segunda-feira. De acordo com o delegado Paulo César Jardim, a Prefeitura da Capital deve enviar ainda hoje as imagens das câmeras de vigilância do local para que sejam identificados os responsáveis pelo início do tumulto, que depredou o ginásio. Também deve ser entregue um documento com os nomes dos mais de 600 cadastrados na entrada do evento.

Manifestantes dispararam rojões e pedras para dentro da quadra do ginásio, onde estavam as autoridades. Em seguida, invadiram a quadra. Alguns manifestantes chegaram a ser rendidos pela Guarda Municipal, mas ninguém foi preso, de acordo com a Brigada Militar. O restante do grupo que se concentrava no ginásio saiu às ruas e se dirigiu ao Largo Zumbi dos Palmares, na Cidade Baixa.

Via Twitter, ainda na noite de ontem, o prefeito José Fortunati culpou o Bloco de Luta do Transporte Público – um dos grupos que se mobilizou para comparecer à audiência – pelos transtornos. O movimento havia mobilizado centenas via internet. Mas um dos representantes do grupo, Mateus Gomes, disse que a confusão não tem aprovação do Bloco.

Após a confusão, o presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação (ETPC), Vanderlei Cappellari, informou que não será agendada uma nova audiência pública sobre o assunto, em virtude do curto tempo até a publicação do edital, que deverá ser lançado até o fim do mês.

Bookmark and Share


Fonte: Stephany Sander / Rádio Guaíba






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.