Porto Alegre, sexta-feira, 28 de Novembro de 2014

  • 14/03/2014
  • 09:58
  • Atualização: 10:03

Polícia indicia sete por depredação de prédios públicos em protesto na Capital

Suspeitos podem pegar pena de quatro a oito anos de prisão

  • Comentários
  • Dico Reis / Rádio Guaíba

A Polícia Civil indiciou sete suspeitos envolvidos na depredação de prédios públicos, incluindo o Palácio da Justiça, no Centro Histórico de Porto Alegre, durante protesto no final de junho do ano passado. Os indiciados são acusados de nove crimes, entre eles, danos qualificados, lesão corporal, uso de explosivos, furtos e a formação de milícia privada. A pena é de quatro a oito anos de prisão.

De acordo com o delegado Marco Antônio de Souza, do Departamento de Polícia Metropolitana, provas apontam participações de sete pessoas com posição de liderança no Bloco de Luta pelo Transporte Público. Segundo o delegado, o inquérito contém 192 páginas e foi instaurado após a prisão em flagrante de um suspeito de vandalismo em protesto.

Integrantes do Bloco de Lutas, Lucas Maróstica e Matheus Gomes afirmaram que as acusações são infundadas e que estavam em reunião com o governador Tarso Genro integrando uma comissão do Bloco de Luta.

Bookmark and Share