Porto Alegre, sexta-feira, 28 de Novembro de 2014

  • 15/03/2014
  • 18:38
  • Atualização: 19:42

União Europeia não reconhece referendo sobre Crimeia, diz Hollande

Presidente da França considerou votação uma “pseudo-consulta” e ameaçou com sanções

União Europeia não reconhece referendo sobre Crimeia, diz Hollande | Foto: Georges Gobet / AFP /CP

União Europeia não reconhece referendo sobre Crimeia, diz Hollande | Foto: Georges Gobet / AFP /CP

  • Comentários
  • AFP

O presidente francês, François Hollande, afirmou neste sábado que a "França, assim como a União Europeia, não reconhecerá a validade desta pseudo-consulta" organizada no domingo na Crimeia, e alertou que, se não houver uma diminuição das tensões, a UE aplicará sanções contra a Rússia.

"Há uma pseudo-consulta da população da Crimeia porque ela não está em conformidade com o direito interno ucraniano, nem com o direito internacional", e "é por isso que a França, assim como a União Europeia, não reconhecerá a validade desta pseudo-consulta" de adesão à Rússia, explicou Hollande em uma coletiva de imprensa conjunta no Eliseu com o chefe de governo italiano, Matteo Renzi.

"O Conselho Europeu estabeleceu uma escala de sanções", disse Hollande. "Se não ocorrer uma diminuição das tensões, recorrerão, portanto, a estas sanções" contra a Rússia durante o conselho de ministros das Relações Exteriores em Bruxelas. Elas serão aplicadas aos vistos e aos bens financeiros. "Desejo que ocorra uma diminuição das tensões, que exista um grupo de contato que possa buscar soluções no âmbito da integridade territorial da Ucrânia", disse.

Perguntado sobre a possível suspensão da venda de navios militares franceses de tipo Mistral à Rússia, Hollande declarou que estas sanções "vinculadas à cooperação militar" pertenciam ao "terceiro nível de sanções". "Estamos no primeiro nível", indicou.

Bookmark and Share