Correio do Povo

Porto Alegre, 26 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
10ºC
Amanhã
18º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

19/03/2014 15:46

Corpo de brasileiro aparece nas margens do Rio da Prata

Odair Marcos Faria havia desaparecido do navio italiano Costa Fascinosa no dia 11 de março

A polícia argentina confirmou a descoberta do corpo do brasileiro Odair Marcos Faria, que apareceu flutuando
morto nas margens do rio da Prata, na altura do município de Punta Lara, na província de Buenos Aires. Faria havia desaparecido na manhã do dia 11 de março do navio italiano no qual viajava, o "Costa Fascinosa", que havia entrado no rio da Prata e ia rumo ao porto de Buenos Aires.

Na ocasião, sua mulher Maria Cristina procurou Faria no navio, sem sucesso. Horas depois, sem localizar seu marido, fez a denúncia na polícia argentina ao desembarcar em Buenos Aires, além de comunicar o consulado brasileiro na cidade. Dias depois, sem pistas sobre o marido, Maria Cristina voltou ao Brasil.

Segundo fontes policiais, na sexta-feira, 14, integrantes da Guarda-Marinha descobriram um corpo flutuando no rio da Prata, vestindo apenas um calção amarelo. O corpo estava no meio dos juncos a 50 metros da margem na área dos campings "C.E.C.O." e "Universitário" na área de Punta Lara, cidade próxima à La Plata, capital da província de Buenos Aires.

O corpo, em avançado estado de descomposição, segundo a polícia, foi levado ao Instituto Médico Legal de La Plata, onde foi identificado na segunda-feira, 17, pelo irmão de Faria, Wagner Faria. O irmão do brasileiro morto foi acompanhado por um amigo da família e um funcionário do cruzeiro. O consulado brasileiro está acompanhando o caso desde o primeiro momento.

Os resultados preliminares da autópsia indicaram que Faria morreu afogado. Informações extraoficiais sustentam que o corpo não possuía sinais de violência.

Uma funerária da cidade de La Plata está a cargo de preparar o corpo para realizar o posterior transporte ao Brasil.

A promotora Ana Maria Medina da Unidade Funcional de Instrução e Julgamento Número 1 da cidade de La Plata investiga o caso para definir se foi um assassinato, acidente ou suicídio. A promotoria espera os resultados finais da autópsia, além das informações propiciadas pelas câmeras que o cruzeiro possui espalhadas pelo convés.

O Costa Fascinosa pertence à mesma empresa que o Costa Concórdia, o navio que naufragou na frente da ilha italiana de Giglio em janeiro de 2012.

Bookmark and Share


Fonte: AE






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.