Correio do Povo

Porto Alegre, 2 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
15ºC
Amanhã
14º 21º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

20/03/2014 12:39 - Atualizado em 20/03/2014 12:45

Supermercados gaúchos recolhem leite das marcas Parmalat e Líder

Marcas representam 3% de toda venda do produto no Estado

Marcas representam 3% de toda a venda do produto no Estado<br /><b>Crédito: </b> Samantha Klein / Especial / CP memória
Marcas representam 3% de toda a venda do produto no Estado
Crédito: Samantha Klein / Especial / CP memória
Marcas representam 3% de toda a venda do produto no Estado
Crédito: Samantha Klein / Especial / CP memória

A Associação Gaúcha de Supermercados (Agas) já está orientando os associados a interromperem imediatamente a comercialização dos leites das marcas Parmalat e Líder, envolvidas na nova fase da Operação Leite Compen$ado, deflagrada pelo Ministério Público Estadual. A medida é preventiva e, segundo o presidente da entidade, Antônio Cesa Longo, busca garantir segurança aos consumidores. “Aguardaremos o andamento das investigações e, enquanto houver dúvidas sobre quais são os lotes adulterados, recomendamos que os supermercados retirem estas marcas das gôndolas e cessem sua comercialização”, explica.

A Agas garante que, mesmo após a retirada destas marcas dos pontos de venda, os consumidores não enfrentarão dificuldades no abastecimento de leite. “Juntas, as duas marcas envolvidas representam 3% das vendas no Estado”, lembra Longo.

A descoberta de que o leite adulterado chegou a Porto Alegre ocorreu após a denúncia de consumidor que levou ao Ministério Público amostra de leite da marca Parmalat contaminado por formol. A própria empresa reconheceu o lote como alvo de adição de substâncias tóxicas. O produto foi fabricado em 13 de fevereiro na planta da LBR em Guaratinguetá, em São Paulo e foi adquirido em um supermercado da Capital .

“A empresa não menciona exatamente quais são exatamente os lotes, onde foram recolhidos os lotes contaminados e qual foi o destino desse produto. Além disso, vamos exigir que a empresa informe na imprensa quais são os locais onde os lotes contaminados foram vendidos”, sustenta o promotor da defesa do consumidor, Alcindo Luz Bastos.

O leite faz parte dos lotes apreendidos na 4ª edição da Operação Leite Compen$ado, que ocorreu em 14 de março. Desta vez, o alvo são oito cidades na Região Noroeste, com envolvimento de um posto de resfriamento que encaminhava produtos para São Paulo e Paraná. A semelhança com os fatos anteriores é que transportadores voltaram a adulterar o leite colocando ureia - substância que contém formol.

A empresa tinha informado ao Ministério Público que não havia distribuído os lotes reconhecidamente contaminados com formol no Rio Grande do Sul. Ao consumidor, a orientação é para evitar o consumo de leite das marcas Parmalat e Líder, da LBR, fabricado em 13 e 14 de fevereiro.

* Com informações da repórter Stephany Sander da Rádio Guaíba


Bookmark and Share


Fonte: Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.