Correio do Povo

Porto Alegre, 31 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
14ºC
Amanhã
17º 24º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

26/03/2014 23:09 - Atualizado em 26/03/2014 23:11

Militares confirmam respaldo a governo de Nicolás Maduro na Venezuela

Anúncio ocorre no dia seguinte a prisão de militares no país

As Forças Armadas venezuelanas ratificaram nesta quarta-feira seu respaldo ao presidente Nicolás Maduro. Em um comunicado divulgado pelo Alto Comando Militar da Força Armada Nacional Bolivariana, os militares disseram se manter “unidos” ao governo de Maduro, um dia depois do anúncio de detenção de três generais da Força Aérea do país, acusados de planejar um golpe de estado contra o governo.

“Diante da situação apresentada pelos três oficiais generais, nosso procedimento imediato foi reagir dentro da norma legal, e os três permanecerão detidos”, expressa o texto.

O anúncio da detenção dos generais - que segundo o governo mantinham ligações com grupos de direita, opositores no país - foi feito na véspera quando o presidente iniciava uma conferência nacional de paz com a presença de uma comitiva de chanceleres da União de Nações Sul Americanas (Unasul), que manteve reuniões ontem e hoje com representantes do governo Maduro e representantes do comércio, empresários, movimento estudantil e alguns partidos políticos opositores.

O ministro de Relações Exteriores do Brasil, Luiz Alberto Figueiredo, participa da reunião. Até agora, a Unasul não deu declarações sobre os encontros. Mas a Mesa da Unidade Democrática (MUD) afirmou ter entregue aos chanceleres um relatório sobre direitos humanos no país, expressando a visão opositora da situação que o país vive.

Bookmark and Share

Fonte: Agência Brasil






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.