Porto Alegre, segunda-feira, 22 de Dezembro de 2014

  • 06/04/2014
  • 12:29
  • Atualização: 12:31

Servidores da CEEE não devem cumprir decisão do TRT

Tribunal Regional do Trabalho determinou efetivo de 70% nos serviços da companhia

  • Comentários
  • Cláudio Isaías / Correio do Povo

Os eletricitários não vão cumprir a decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região que determinou na sexta-feira passada que os trabalhadores da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) mantenham, no mínimo, 70% dos servidores nas áreas operacional e de teleatendimento da empresa, sob pena de multa daria de R$ 50 mil.

O presidente do Sindicato dos Eletricitários do Rio Grande do Sul (Senergisul), Danilo Garcia, informou que qualquer decisão depende assembleia que será realizada na manhã desta segunda-feira na sede da empresa na rua Joaquim Porto Villanova. “Não estamos desobedecendo a decisão da juíza Ana Luiza Kruse. No entanto, o comando de greve decidiu optar pelo pagamento da multa”, destacou. A greve dos servidores da CEEE completa sete dias neste domingo.

Segundo Garcia, mesmo com a multa de R$ 50 mil por dia estabelecida pela Justiça, não há como o sindicato mobilizar os funcionários de imediato, ainda que isso possa comprometer parte do fornecimento de energia elétrica aos mais de quatro milhões de consumidores gaúchos. “Vamos manter os 30% de efetivo na área operacional e vamos reunir a categoria para avaliar o movimento”, explicou.

Na sexta-feira, os servidores da companhia decidiram permanecer em greve por tempo indeterminado. A categoria rejeitou a proposta que previa o pagamento de 5,38% de reajuste salarial em parcela única e o aumento de R$ 5,00 no vale-alimentação - de R$ 845 para R$ 850. Com relação ao pagamento do Programa de Participação dos Resultados (PPR), a empresa não apresentou nenhuma proposta. Conforme Garcia, por ser um serviço essencial, os trabalhadores estão sendo mantendo 30% no atendimento aos clientes e dos serviços de emergência. Segundo ele, a adesão dos funcionários ao movimento é de 80% no interior do Estado e de 70% em Porto Alegre.

A CEEE conta com 4,6 mil funcionários, sendo que 2,4 mil atuam na área operacional. Além disso, possui quatro milhões de clientes que são atendidos em 72 municípios gaúchos. Na quarta-feira, às 15h30min, os servidores e a direção da empresa participam de uma audiência de conciliação no TRT da 4ª Região.

Bookmark and Share


TAGS » Greve, CEEE