Porto Alegre, sábado, 1 de Novembro de 2014

  • 22/04/2014
  • 07:26
  • Atualização: 07:41

Vacinação contra gripe começa nesta terça

Campanha vai até 9 de maio e abrange crianças, idosos e gestantes

  • Comentários
  • Correio do Povo

Começa nesta terça-feira a 16ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, que tem como meta a imunização de pelo menos 80% da população de maior risco até 9 de maio. Segundo o Ministério da Saúde, 49 milhões de pessoas fazem parte do público-alvo no País.

Integram esse grupo as crianças de seis meses a menores de cinco anos (até o ano passado, eram vacinadas até os dois anos), pessoas a partir dos 60 anos, gestantes e mulheres que tenham dado à luz há até 45 dias, portadores de doenças crônicas e trabalhadores em saúde. Em Porto Alegre, estão à disposição 55 Unidades Básicas de Saúde, que funcionam de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h, e 95 Unidades de Estratégia de Saúde da Família, com atendimento das 8h às 12h e das 13h às 17h.

Nos dias 25 e 26, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) estará com posto de vacinação avançado no Largo Glênio Peres, no Centro, das 9h às 17h, imunizando a população do grupo de risco. O objetivo é reduzir ao máximo a mortalidade e as complicações causadas pelo vírus da gripe, que levam pacientes a internações hospitalares.
A vacinação não é recomendada somente para pessoas que tenham manifestado reação em aplicação anterior ou que sejam alérgicas a ovo de galinha ou derivados. Mesmo assim, aquelas que apresentam apenas urticária depois de consumir ovos ou alimentos que contenham o produto podem receber a vacina. Nesse caso, devem informar a equipe da unidade de saúde sobre essa questão. Quem estiver com febre (mesmo baixa) deve esperar o desaparecimento do sintoma para se vacinar.

A gripe é uma doença respiratória causada por vírus, que pode gerar complicações graves e até levar a óbito se não for tratada a tempo e adequadamente. Os sintomas são semelhantes aos do resfriado. Por isso, o melhor é buscar orientação médica quando aparecem juntos dor de cabeça, congestão nasal, tosse, dores pelo corpo, mal-estar, rouquidão e febre variável. A maioria das pessoas diagnosticadas com gripe e tratadas com medicação antiviral logo que surgem os sintomas se recupera dentro de uma a duas semanas. Mas a forma mais eficaz de combate continua sendo a prevenção pela vacina.

As campanhas nacionais de imunização, promovidas desde 1999 entre abril e maio, vêm cumprindo papel para reduzir os impactos da gripe na saúde pública. Há queda em internações hospitalares, gastos com remédios e no índice de mortes evitáveis.

Como se prevenir

Além de transportado pelo ar, quando a pessoa infectada fala, tosse ou espirra, o vírus pode se instalar nas superfícies dos ambientes. Para se prevenir, é importante lavar ou higienizar as mãos com álcool gel frequentemente e evitar o contato das mãos com a boca, os olhos e o nariz, principalmente em locais de grande circulação de pessoas.

Bookmark and Share