Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 24/04/2014
  • 12:36
  • Atualização: 12:49

Reforço de PMs na Capital para Copa não afetará interior, assegura Michels

Secretário garantiu que obras relacionadas à segurança estão dentro dos prazos

CICC-R erá inaugurado oficialmente até o final de maio, mas estará operando antes em caráter experimental | Foto: André Ávila

CICC-R erá inaugurado oficialmente até o final de maio, mas estará operando antes em caráter experimental | Foto: André Ávila

  • Comentários
  • Correio do Povo

O Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICC-R), que vai coordenar as ações de segurança pública durante a Copa do Mundo no Estado, será inaugurado oficialmente até o final de maio, mas estará operando antes em caráter experimental. A informação foi dada nesta quinta-feira pelo secretário estadual da Segurança Pública, Airton Michels, que ainda garantiu que o reforço de policiamento em Porto Alegre – que receberá 2 mil policiais militares para o Mundial – não afetará o policiamento no interior.

Durante a abertura do Encontro das Comissões Estaduais dos CICC-R, promovido pela Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos (Sesge) do Ministério da Justiça, Michels afirmou que serão deslocados sobretudo os efetivos do 2º Batalhão de Operações Especiais (BOE) de Santa Maria e 3º BOE de Passo Fundo, além de unidades de Pelotão de Operações Especiais (POE). 

Michels assegurou ainda que todas as obras relacionadas à segurança pública estão dentro dos prazos previstos. "Estamos cumprindo todo o calendário programado”, destacou o secretário da SSP. O Encontro das Comissões Estaduais, que já foi realizado em outras capitais, ocorre entre hoje e amanhã no Hotel Everest, em Porto Alegre, com a participação de todos os responsáveis pela segurança pública nos 12 estados-sedes do mundial.

Primeiro grande teste no Beira-Rio

Já o secretário executivo da Assessoria de Segurança Pública da Copa, da SSP, coronel Erlo dos Santos Pitrosky, confirmou que o primeiro grande teste será no dia 10 de maio no estádio Beira-Rio, na partida entre Inter e Atlético-PR. Até agora foram realizadas simulações em outros locais.

Na abertura do encontro, o diretor de operações do Sesge, Cristiano Barbosa Sampaio, a maior preocupação na área da segurança pública durante a Copa do Mundo é “dar uma resposta adequada aos eventuais atos de violência” que possam ocorrer dentro das manifestações de rua. De acordo com ele, o mês de maio será marcado pela fase operacional de toda a estrutura montada. “Todas as instituições conhecem bem seu papel. O grande legado será a integração com todos trabalhando juntos em um mesmo ambiente”, afirmou.

Por sua vez, o gerente de segurança do Comitê Organizador Local da Fifa para a Copa do Mundo, José Hilário Medeiros, revelou que já foram contratadas nove empresas de segurança privada que vão atuar, com 25 mil vigilantes, dentro dos estádios da Copa. Ele constatou que todo o sistema integrado de segurança pública estará operando plenamente durante o mundial.

Bookmark and Share