Porto Alegre, sábado, 20 de Dezembro de 2014

  • 24/04/2014
  • 14:20
  • Atualização: 14:28

STS mantém circulação de ônibus após ameaça de incêndio a coletivos na Vila Cruzeiro

Brigada Militar reforçou segurança na região em razão de toque de recolher imposto por traficantes

  • Comentários
  • Rádio Guaíba

A violência na vila Cruzeiro, na zona Sul de Porto Alegre, levou a empresa STS a levantar a possibilidade de recolher ônibus de duas linhas nesta quinta-feira. Segundo a empresa, houve ameaça de incêndio a coletivos da Orfanatrófio e Cruzeiro, que percorrem o local. Apesar disso, a STS optou por manter a operação normal, já que a Brigada Militar garantiu o reforço no efetivo na região.

Após toque de recolher de traficantes da Cruzeiro, três postos de saúde, duas escolas e uma creche ficaram fechadas nessa quarta-feira. A medida foi imposta por uma das gangues que agem na região em represália à morte de um jovem em confronto. Mesmo que tenham voltado hoje a funcionar, as escolas e postos de saúde tiveram procura abaixo do normal, nessa manhã.

Veja o que fechou nessa quarta-feira e reabriu hoje:

Ensino
- Escola Estadual de Ensino Fundamental Almirante Álvaro Alberto da Mota
- Creche Maria Dolabella Portella
- Escola Municipal de Educação Infantil Osmar dos Santos Freitas

Saúde
- Unidade Básica de Saúde Cristal
- Unidade Básica de Saúde Vila Cruzeiro
- Unidade de Saúde da Família Cruzeiro do Sul


Bookmark and Share