Porto Alegre, terça-feira, 21 de Outubro de 2014

  • 30/04/2014
  • 11:37
  • Atualização: 12:01

Desemprego cresce para 6% na Região Metropolitana em março

Taxa de desocupados aumentou 0,4 pontos percentuais em comparação a fevereiro, aponta FEE

  • Comentários
  • Karina Reif / Correio do Povo

O desemprego aumentou na Região Metropolitana de Porto Alegre em março, passando de 5,6% em fevereiro para os atuais 6%. O número de desempregados chegou a 112 mil no mês passado, seis mil a mais do que no mês anterior. Segundo a supervisora da pesquisa divulgada nesta quarta-feira pela Fundação de Economia e Estatística (FEE), Dulce Vergara, o resultado se deu pela redução de 26 mil pessoas do grupo de ocupados e à saída de 20 mil da força de trabalho.

O nível ocupacional caiu 1,5% e o total de ocupados somou 1,76 milhão. O setor da economia que mais perdeu trabalhadores foi a indústria de transformação (-3,9%) , com menos 12 mil ocupados. Já os serviços tiveram redução de oito mil trabalhadores em março (-0,8%) e o comércio, reparação de veículos e motocicletas tiveram menos quatro mil pessoas (-1,1%). A construção civil registrou menos dois mil (-1,5%).

A pesquisa indicou também que houve redução de 14 mil pessoas com emprego assalariado (-1,1%). No setor privado, ocorreu queda de oito mil posições com carteira assinada (-0,8%) e estabilidade no grupo sem carteira assinada, com um mil a menos (-1%). Já o setor público apresentou decréscimo de cinco mil trabalhadores (-2,3%). O nível ocupacional também diminuiu entre os autônomos (-3,1%). Nas demais posições, incluindo empregadores, donos de negócio familiar, trabalhadores familiares sem remuneração e profissionais liberais, a queda foi de -2,2%, representando quatro mil pessoas.

O rendimento médio real total de ocupados foi considerado estável em fevereiro (-0,1%), representando R$ 1.811. Os vencimentos dos assalariados também: 0,2% (R$ 1.774). No entanto, os trabalhadores autônomos tiveram crescimento de 4,7% (R$ 1.710).

Na comparação anual, a taxa de desemprego total na Região Metropolitana de Porto Alegre diminuiu de 6,5%, em março de 2013, para 6% em março de 2014. Na mesma comparação, o índice de desemprego aberto passou de 5,5% para 5,3%.

Entre as capitais pesquisadas, Porto Alegre segue com o índice mais baixo em março (6%), seguida por Fortaleza (7,9%) e Belo Horizonte (8,3%). No conjunto das seis regiões, o total de desempregados chegou a 2,29 milhões em março deste ano – 136 mil a mais do que no mês anterior. A taxa de desemprego total subiu de 10,3% em fevereiro para 11%, o que seria um  movimento típico do período.

Bookmark and Share