Correio do Povo

Porto Alegre, 29 de Agosto de 2014


Porto Alegre
Agora
10ºC
Amanhã
16º 27º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

30/04/2014 13:02 - Atualizado em 30/04/2014 13:13

Adolescentes raptadas na Nigéria são forçadas a casar com sequestradores

Familiares de meninas estariam recebendo cerca de 12 dólares para aceitar matrimônio

As centenas de adolescentes de uma escola do norte da Nigéria que foram raptadas há duas semanas estão sendo forçadas a se casarem com os seus sequestradores, os terroristas do grupo extremista islâmico Boko Haram, denunciaram grupos da sociedade civil nesta quarta-feira.

Os pais das meninas estão recebendo cerca de 2 mil nairas (12 dólares) para deixarem suas filhas se casarem, denunciou Halita Aliyu, da ONG Fórum Popular Borno-Yobe. A ativista disse que a informação é proveniente dos aldeões da floresta de Sambisa, na fronteira da Nigéria com Camarões, onde o Boko Haram é conhecido por ter esconderijos.

"Algumas das meninas foram forçadas a se casar com insurgentes. Um tipo medieval da escravidão", disse Pogu Bitrus, ancião da comunidade de Chibok, cidade onde as meninas foram sequestradas, à BBC.

A indignação com a demora pelo resgate das adolescentes foi expressa em um protesto nesta terça-feira na cidade de Abuja, capital do estado de Borno. Para esta quarta-feira, está prevista uma nova manifestação na capital. Ativistas nigerianos estão usando as mídias sociais para ajudar nos protestos usando a hashtag #BringBackOurGirls.

Cerca de 50 das meninas sequestradas conseguiram escapar dos sequestradores nos primeiros dias após o rapto, mas cerca de 220 continuam desaparecidas, de acordo com o diretor da Escola Secundária Chibok Meninas, Asabe Kwambura. Elas têm entre 16 e 18 anos.

O sequestro em massa ocorreu horas depois de uma enorme explosão em Abuja matar 75 pessoas e ferir outras 141.

Bookmark and Share


Fonte: AE






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.