Porto Alegre, domingo, 26 de Outubro de 2014

  • 05/05/2014
  • 22:19
  • Atualização: 08:17

AES Sul é punida em R$ 8,3 milhões por má prestação de serviços

Presidente da Agergs disse que CEEE e RGE já foram notificadas pelo mesmo motivo

  • Comentários
  • Correio do Povo

Por ter prestado serviços ruins aos seus consumidores nos meses de dezembro de 2013 e janeiro e fevereiro passados, a concessionária de energia elétrica AES Sul foi multada nesta segunda-feira em R$ 2,6 milhões pela Agência Estadual de Serviços Públicos Delegados (Agergs). Além dessa punição a empresa será obrigada a reembolsar seus clientes, via desconto nas contas de energia, em R$ 5,7 milhões. O custo total da punição é de R$ 8,3 milhões, entretanto a AES Sul pode recorrer da multa de R$ 2,6 milhões num prazo de até 10 dias, ou então pagar o valor dentro desse período.

Conforme o presidente da Agergs, Carlos Martins, as concessionárias CEEE e RGE já foram notificadas pelo mesmo motivo: má prestação de serviços no período dezembro/fevereiro, quando o calor foi extremo no Estado. Ambas as empresas deverão responder as razões da falha nos serviços. A equipe técnica da Agergs fará avaliação das explicações. “Após essa análise o conselho superior da Agência examinará se cabe ou não algum tipo de punição”, observa Martins.

Entre os problemas criados pela AES Sul, responsável pelo atendimento de mais de 1,240 milhão de clientes em 118 municípios da região Centro-Oeste do RS, destacam-se cortes de energia elétrica de um, dois e três dias para a grande maioria dos clientes até casos de mais de 30 dias para grupos menores de consumidores, ilustra Martins. Há também falhas de atendimento durante o mês de fevereiro.

Em nota da AES Sul à imprensa comunicou ter recebido à tarde o auto de infração. A empresa analisa o documento e apresentará suas considerações para a Agergs no prazo regulamentar.

Bookmark and Share