Porto Alegre, sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

  • 27/05/2014
  • 00:26
  • Atualização: 00:40

Olívio Dutra entra na disputa e concorrerá ao Senado

Acordo definiu que vaga de vice de Tarso Genro será do PC do B

Olívio Dutra entra na disputa e concorre ao Senado | Foto: Tarsila Pereira

Olívio Dutra entra na disputa e concorre ao Senado | Foto: Tarsila Pereira

  • Comentários
  • Flávia Bemfica/Correio do Povo

Deu resultado a pressão feita nos bastidores pelo PT, com apoio do PTB, para que o ex-governador Olívio Dutra (PT) seja o candidato ao Senado na chapa encabeçada pelo governador Tarso Genro, que disputa a reeleição. PT, PTB e PC do B chegaram a um entendimento sobre o nome nesta segunda-feira. O PC do B, que havia indicado Emília Fernandes para o Senado, deve ficar com a vaga de vice na chapa.

Com isso, caberá ao PTB a indicação do suplente de senador. A divisão dos partidos na composição foi confirmada à noite por integrantes do comando de campanha petista. Contudo, ainda são feitas negociações com o PC do B sobre se será mesmo Emília a candidata a vice de Tarso.

A pressão para que o PC do B abrisse mão da indicação ao Senado ganhou corpo na semana passada, mas as negociações eram feitas internamente. Nesta segunda, porém, ao término da reunião da executiva estadual do PTB, na qual o partido deveria definir o candidato a vice na chapa, o presidente estadual, deputado Luiz Carlos Busato, anunciou outra decisão. “Não temos ainda o nome do vice, mas tiramos posição oficial de que o PTB vai apoiar o nome de Olívio para o Senado”, resumiu Busato. O anúncio, feito enquanto o governador se encontrava em São Paulo, deixou claro que a escolha já estava feita.

Ainda à tarde, integrantes da direção do PC do B, entre eles a deputada Manuela D’Ávila, presidente da sigla no Estado, admitiram que a prioridade para o partido é estar na chapa majoritária, mas não necessariamente com a indicação ao Senado. “Estamos na coligação desde seu início e disputamos a Prefeitura de Porto Alegre nas eleições de 2012. Temos uma chapa com a unidade garantida”, resumiu.

A direção do PT, que pretendia que o anúncio da chapa completa fosse feito somente entre terça e quarta-feira, tentou conter o vazamento da informação divulgando uma nota oficial na qual o presidente e coordenador geral da campanha de Tarso, Ary Vanazzi, reafirmou que seria cumprida a definição inicial na qual PT, PC do B e PTB compunham a majoritária. Mas Olívio já aceitou a indicação e a tendência agora é de que Tarso anuncie antes os nomes de todos os integrantes da majoritária.

Bookmark and Share