Porto Alegre, domingo, 26 de Outubro de 2014

  • 28/05/2014
  • 14:39
  • Atualização: 15:36

Porto Alegre é palco de simulação de ataque radioativo para a Copa

Exercício contou com 30 pessoas contaminadas e levadas para posto no Parque Marinha do Brasil

  • Comentários
  • Hygino Vasconcellos / Correio do Povo

A simulação de um ataque radioativo e químico em Porto Alegre foi realizada no começo da tarde desta quarta-feira, no entorno do Beira-Rio. A ação foi coordenada pelo Centro de Defesa de Área da Capital e contou com o trabalho do Corpo de Bombeiros, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), da Defesa Civil, de policiais militares e do Exército. Ao todo, cerca de 200 homens participaram da operação.

No exercício, 30 pessoas foram contaminadas após entrar em contato com o material radioativo (cloreto de césio) deixado no interior de uma bolsa na Rua A, junto ao estádio. Após o incidente, uma fumaça, primeiro branca e depois preta, tomou conta do local. As pessoas caíram. Em seguida, passaram por um banho de descontaminação de cerca de 5 minutos e foram levadas para um posto avançado, no Parque Marinha do Brasil. As que não conseguiam caminhar eram colocadas em ambulâncias. Um  ferido considerado em estado grave foi levada de helicóptero.

O coronel Miguel Angelo Dziechciarz, coordenador de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear de Porto Alegre (DQBRN) gostou do resultado do exercício, mas ressaltou que ainda serão feitos ajustes para estar 100% na Copa.

Bookmark and Share