Correio do Povo

Porto Alegre, 23 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
17ºC
Amanhã
14º 24º


Faça sua Busca


Notícias > Geral > Educação

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

30/05/2014 19:49 - Atualizado em 30/05/2014 19:58

Liminar para desocupação da Faculdade de Direito da Ufrgs é suspensa

Alunos e universidade terão reunião de conciliação na segunda-feira

Ocupação na Ufrgs prossegue até segunda-feira<br /><b>Crédito: </b> Fabiano do Amaral
Ocupação na Ufrgs prossegue até segunda-feira
Crédito: Fabiano do Amaral
Ocupação na Ufrgs prossegue até segunda-feira
Crédito: Fabiano do Amaral

O desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz suspendeu nesta sexta-feira a liminar da Justiça Federal de Porto Alegre que ordenou a desocupação, em até 48h, do prédio da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), onde estudantes mantêm acampamento há 26 dias. Os alunos recorreram da decisão junto ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).

Estudantes ocupam prédio da Faculdade de Direito da Ufrgs
Alunos deixam Reitoria da Ufrgs, mas estudantes do Direito continuam acampados
Justiça determina desocupação do prédio da Faculdade de Direito da Ufrgs
Estudantes recorrem de liminar que manda desocupar a Faculdade de Direito da Ufrgs

Conforme o diretor de Comunicação do Centro Acadêmico André da Rocha (Caar), Luciano Victorino, os estudantes se reuniram com o desembargador hoje à tarde. O magistrado ainda determinou que alunos e servidores da universidade realizem uma reunião de conciliação na segunda-feira.

Na semana passada, o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) da Ufrgs aceitou os recursos que pediam a anulação do concurso para professor na disciplina de Criminologia e Direito Penal da Faculdade de Direito. A pauta era a principal reivindicação dos ocupantes, que alegaram a ocorrência de irregularidades no certame.

Os estudantes, que iniciaram o acampamento em 5 de maio, ainda querem que três pontos sejam acordados: devolução de duas bolsas de extensão para o Centro Acadêmico, retiradas no início do ano; clareza na agenda pública do Salão Nobre da faculdade e compromisso de não retaliação contra os alunos acampados nas salas da Direção e nem criminalização do movimento.

Bookmark and Share

Fonte: Vitória Famer / Rádio Guaíba






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.