Porto Alegre, sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014

  • 04/06/2014
  • 13:11
  • Atualização: 14:39

Greve dos municipários prejudica coleta de lixo em Porto Alegre

Diversos bairros ficaram sem atendimento do serviço na manhã desta quarta-feira

Diversos bairros ficaram sem atendimento do serviço na manhã de hoje | Foto: Tarsila Pereira

Diversos bairros ficaram sem atendimento do serviço na manhã de hoje | Foto: Tarsila Pereira

  • Comentários
  • Claudio Isaías / Correio do Povo

A greve dos servidores municipais prejudica a coleta de lixo em diversos bairros de Porto Alegre. Na manhã desta quarta-feira, os funcionários do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) voltaram a trancar a Estação de Transbordo da Lomba do Pinheiro, na zona Leste da Capital. A categoria impediu a saída e a entrada dos caminhões de recolhimento que depositam no local todo o lixo produzido na cidade.

Os municipários estão em greve desde o começo da semana. Eles reivindicam 20% de reajuste, vale-alimentação de R$ 23,00, e itens que contemplam isonomia salarial, valorização e condições de trabalho. Os sindicalistas afirmam que vão permanecer na Lomba do Pinheiro até que uma nova proposta de reajuste seja apresentada pela prefeitura.

Nesta manhã, na zona Norte de Porto Alegre havia lixo espalhado na avenida Sertório no cruzamento com a Farrapos. Nas avenidas Ernesto Neugebauer, José Aloisio Filho e na A.J. Renner, os sacos de lixo não foram recolhidos pelos caminhões do DMLU. Na avenida Ernesto Neugebauer, os moradores recolheram os sacos de lixo para evitar que eles fossem abertos e espalhados por catadores. A dona de casa Karen Fonseca Martinez disse que decidiu retirar o lixo da rua para evitar que ele fosse espalhado.

Um levantamento do Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa) aponta que 30% das coletas domiciliares na Capital não estão sendo realizadas desde o começo da semana. O departamento informou que a coleta de lixo domiciliar está prejudicada na Capital em função da greve dos municipários. A direção do DMLU garantiu que a coleta seguirá ocorrendo com auxílio de outros caminhões de lixo que foram locados.

Ainda na manhã desta quarta, os veículos que fizeram o trabalho durante o dia seguiam carregados esperando solução para o impasse. O departamento alerta que os atrasos na coleta domiciliar nos bairros devem permanecer, caso o transbordo siga bloqueado. O DMLU encaminhou um pedido de liminar à Justiça para liberação dos piquetes. Na área central de Porto Alegre, o recolhimento de lixo foi normal, sem lixo acumulado.

Bookmark and Share